Brexit

Theresa May recebida por Merkel e Macron na véspera da cimeira da UE

Theresa May recebida por Merkel e Macron na véspera da cimeira da UE

 

Lusa/AO Online   Internacional   8 de Abr de 2019, 11:25

A primeira-ministra britânica, Theresa May, vai encontrar-se na terça-feira com líderes europeus como a chanceler alemã e o Presidente francês, na véspera de uma cimeira da UE para decidir sobre o adiamento da data do ‘Brexit’.

"Há boas razões para falar, já que a Grã-Bretanha e a UE-27 estão numa situação difícil", explicou o porta-voz da chanceler Angela Merkel.

Na sexta-feira, o ministro dos Negócios Estrangeiros alemão, Heiko Mass, afirmou que Londres tem muitos aspetos “a clarificar” em relação ao pedido de extensão do ‘Brexit’ formalizado pela primeira-ministra.

Também o Presidente francês, Emmanuel Mácron, convidou a primeira-ministra britânica para uma conversa na terça-feira, segundo anunciou hoje o Eliseu.

Paris já tinha dado a conhecer que considera “um pouco prematuro” uma extensão do ‘Brexit’, como pediu Londres, e espera dos britânicos “um plano credível” até à cimeira europeia de 10 de abril.

Theresa May formalizou na sexta-feira um segundo pedido de prorrogação da data de saída do Reino Unido da União Europeia (UE) até 30 de junho, indicando estar a preparar-se para realizar eleições europeias em maio.

No Conselho Europeu de quarta-feira, em Bruxelas, os dirigentes dos 27 vão dar a sua opinião sobre a questão do adiamento e da sua duração, numa altura em que se aproximam as eleições europeias.

May formulou o pedido de extensão numa carta ao presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, na qual evoca os passos que tomou com vista a uma solução para a crise política no Reino Unido, designadamente o início de negociações com o líder da oposição, o trabalhista Jeremy Corbyn, para encontrar um entendimento sobre uma proposta a apresentar ao parlamento britânico para permitir uma saída com acordo.

Na missiva, a primeira-ministra britânica refere não ser nem do interesse do Reino Unido nem da UE que o país participe nas eleições para o Parlamento Europeu, que se vão realizar entre 23 e 26 de maio, mas “aceita a opinião do Conselho Europeu de que, se o Reino Unido continuar a ser membro da União Europeia a 23 de maio, teria a obrigação legal de realizar eleições”.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.