TGV Lisboa/Porto prevê articulação e modernização da Linha do Oeste


 

Lusa/ AO   Nacional   29 de Out de 2007, 08:21

A linha ferroviária do Oeste vai ser modernizada no quadro do projecto da alta velocidade para Portugal, garantiu a RAVE, respondendo aos anseios dos autarcas desta região que têm vindo a reclamar investimentos necessários à sua revitalização.
"A nova ligação de alta velocidade tem já assegurada a viabilidade da articulação com a Linha do Oeste, numa nova estação em Leiria", revela a RAVE - Rede Ferroviária de Alta Velocidade em comunicado, face às dúvidas em relação ao traçado do TGV Lisboa/Porto, cuja avaliação de impacte ambiental do troço Ota/Pombal esteve em discussão pública.

    A RAVE adianta, no entanto, que "a solução a desenvolver depende da opção de traçado que vier a ser adoptada em sede de avaliação ambiental" para a alta velocidade.

    O investimento na Linha do Oeste ocorrerá a partir de 2008 com o início previsto da construção do TGV Lisboa/Porto que, de acordo com o calendário da RAVE, deverá entrar em funcionamento em 2015.

    Segundo a RAVE, "esta situação poderá permitir a revitalização da Linha do Oeste e um forte apoio à sua modernização", admitindo que a execução do investimento "é mais favorável" se for escolhido o traçado que passa a poente da serra d'Aire e Candeeiros.

    "A intermodalidade e a dinamização da procura entre a rede de alta velocidade e a rede convencional são situações a promover", reforça a RAVE, recordando as orientações estratégicas para o sector ferroviário, divulgadas em 2006 pelo Ministério das Obras Públicas.

    Os autarcas do Oeste aguardam pela revitalização da Linha do Oeste desde há várias décadas, tendo reclamado no último Congresso do Oeste, realizado em Maio em Alcobaça, por mais investimentos da parte do Governo.
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.