TAD decide a favor do Santa Clara processo sobre treinador

TAD decide a favor do Santa Clara processo sobre treinador

 

Arthur Melo   Futebol   30 de Abr de 2019, 09:39

Tribunal Arbitral do Desporto não deu razão à Académica no recurso interposto. Clube da cidade de Coimbra não podia ter recorrido para aquele tribunal antes de esgotar todas as instâncias judiciais desportivas

O Tribunal Arbitral do Desporto (TAD) deliberou que “não assiste razão” ao recurso da Académica de Coimbra que pretendia a impugnação da deliberação de 6 de agosto de 2018 do Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), decisão que absolveu o Santa Clara pela alegada falta de habilitações do então treinador da equipa, Carlos Pinto.

O TAD argumenta que a Académica não podia ter recorrido para aquela instância sem, primeiro, ter esgotado todas as instâncias judiciais desportivas, sublinhando que a decisão do CD só podia ter sido objeto de impugnação com recurso “para o Pleno dessa Secção”, como testemunhou e deu conta no processo a própria FPF.


Ler mais na edição desta terça-feira, 30 abril 2019, do jornal Açoriano Oriental



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.