Suspeito de estar envolvido em confrontos nos Açores em prisão preventiva

Suspeito de estar envolvido em confrontos nos Açores em prisão preventiva

 

Lusa/AO Online   Regional   16 de Jan de 2019, 09:02

O homem detido pela PSP dos Açores suspeito de estar envolvido em distúrbios provocados por adeptos do Benfica, alegadamente do grupo ‘No Name Boys’, ficou em prisão preventiva, disse à agência Lusa fonte policial.

O homem foi detido pela PSP na segunda-feira no Aeroporto João Paulo II, em Ponta Delgada, na ilha de São Miguel, quando se preparava para embarcar com destino a Lisboa, sendo “suspeito da prática de diversos crimes de ofensas à integridade física qualificadas”.

Segundo a PSP, a detenção surge no âmbito das investigações em curso devido a “agressões ocorridas” na madrugada de sábado num estabelecimento de diversão noturna no centro da cidade de Ponta Delgada e em que “estiveram envolvidos adeptos do Sport Lisboa e Benfica pertencentes ao grupo denominado ‘No Name Boys’”.

O detido, “suspeito de ser o instigador dos confrontos”, foi presente ao juiz de instrução criminal que decretou a prisão preventiva.

A PSP fez disparos com “balas de borracha” para “repor a ordem”, na madrugada de sábado, junto a uma discoteca de Ponta Delgada, onde adeptos dos ‘No Name Boys’ tentaram agredir a polícia.

A polícia tinha sido chamada cerca das 06:00 de sábado junto a uma discoteca, devido a agressões entre várias pessoas, quando “surgiu no local um grupo de cerca de 50 adeptos” do grupo do Sport Lisboa e Benfica ‘No Name Boys’, revelou o Comando Regional dos Açores da PSP, em comunicado.

“Ao visualizar os elementos policiais, procurou agredir os mesmos e arremessou na sua direção diversas garrafas em vidro, pedras e pedaços de madeira, pelo que, por forma a salvaguardar a integridade física das vítimas dos confrontos anteriores - e que aguardavam assistência médica -, bem como dos elementos policiais, foi necessário efetuar quatro disparos de munições de baixa potencialidade letal, utilizando bagos de borracha, para repor a ordem pública”, relata a polícia.

Os autores das tentativas de agressão à polícia colocaram-se “em fuga”, encontrando-se em curso “diversas diligências de investigação por parte da Esquadra de Investigação Criminal de Ponta Delgada no sentido de averiguar os contornos do sucedido, sendo oportunamente objeto de comunicação ao DIAP [Departamento de Investigação e Ação Penal dos Açores”.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.