Adeptos do Boavista e Benfica estão separados na prisão

Adeptos do Boavista e Benfica estão separados na prisão

 

Luís Pedro Silva   Regional   17 de Jan de 2019, 09:44

O estabelecimento prisional de Ponta Delgada implementou procedimentos especiais para evitar agressões aos três adeptos do Boavista, representantes da claque Panteras Negras, que ficaram em prisão preventiva no início de setembro, por agressões no restaurante Rei dos Frangos, em São Vicente Ferreira.

Os três adeptos ficaram em zonas separadas, junto aos detidos por crimes sexuais, para evitar contactos com os reclusos mais violentos no interior da prisão de Ponta Delgada. A mesma estratégia vai ser seguida para o adepto do Benfica, membro da claque No Name Boys, que ficou a aguardar em prisão preventiva o julgamento pelas agressões aos seguranças da discoteca Karma e tentativa de agressão aos agentes da PSP, na rua do Aljube.


Leia mais na edição desta quinta-feira, 17 janeiro 2019, do jornal Açoriano Oriental





Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.