Taça da Liga

Sporting segue em frente à vigésima grande penalidade

Sporting segue em frente à vigésima grande penalidade

 

Lusa/AO   Futebol   26 de Set de 2007, 23:21

O Sporting seguiu em frente na Taça da Liga depois de eliminar o Vitória de Guimarães nas grandes penalidades

O Sporting afastou hoje o Vitória de Guimarães na terceira eliminatória da Taça da Liga em futebol, num embate em que o vencedor só foi encontrado à 20ª grande penalidade, falhada pelo ex-“leão” João Alves. 
A equipa “leonina” vingou-se, assim, da derrota da pré-temporada, quando perdeu para os vimaranenses o Torneio de Albufeira precisamente nos penaltis. Desta feita, Tiago acabou por ser decisivo, ao defender duas e marcar uma.
A vitória acaba por ser justa, principalmente pela primeira parte do Sporting. Neste período, a equipa “leonina” esteve melhor do que o Vitória de Guimarães e criou as melhores oportunidades de golo da partida.
O Vitória de Guimarães, apesar da eliminação, continua sem perder desde Janeiro, dado o empate a zero golos após os 90 minutos.
A equipa orientada por Manuel Cajuda esteve muito melhor na segunda parte, empurrando o Sporting para a sua grande área, mas sem grandes oportunidades de golo, isto perante uma equipa sportinguista que raramente conseguiu chegar lá à frente e nunca com perigo.
As melhores oportunidades do Sporting ocorreram no mesmo minuto, o 28, pelo mesmo jogador, Izmailov. O russo teve na cabeça, primeiro, e no calcanhar, depois, a oportunidade de colocar os “leões” em vantagem, mas Nilson respondeu com duas “enormes” defesas.

Paulo Bento fez alterações na equipa. Tiago na baliza, Pereirinha a defesa direito e Miguel Veloso a defesa esquerdo foram as principais alterações na defesa, que viu ainda Tonel voltar à titularidade.
No meio-campo, a inclusão de Paredes no “onze” inicial foi a maior surpresa do treinador do Sporting. O paraguaio pouco acrescentou à equipa, mas acabou por ser útil pela sua experiência nos momentos de maior aperto vimaranense.
Por seu lado, Manuel Cajuda fez alinhar a mesma equipa que se apresentou sexta-feira no jogo com a Naval. Caso único nesta Taça da Liga, certamente.
A primeira parte foi equilibrada, apesar do Sporting ter causado mais perigo, principalmente através de jogadas gizadas por Romagnoli. O argentino esteve endiabrado no primeiro tempo, descendo muito de rendimento no segundo.
Aos 37 minutos, os adeptos dos dois clubes manifestaram-se ruidosamente nas bancadas: o FC Porto acabara de ser eliminado da competição.
Quatro minutos depois, nova grande jogada de Romagnoli, proporcionando a João Moutinho uma clara oportunidade de golo. O internacional português falhou, ainda antes da jogada ser anulada por fora-de-jogo.
Nesta altura, o Vitória de Guimarães era inconsequente. Um bom remate de Fajardo, dois minutos antes do intervalo, e duas iniciativas de Andrezinho, pela direita, foram a resposta ao maior pendor ofensivo “leonino”.
No segundo tempo, o conjunto da casa teve mais posse de bola e assumiu as despesas de jogo, mas não conseguiu marcar. Destaque apenas para um bom remate de Fajardo, aos 89 minutos, que proporcionou uma boa defesa de Tiago.
Nas grandes penalidades, ambos os guarda-redes brilharam, mas o ex-sportinguista João Alves falhou a 20ª, dando a vitória ao Sporting.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.