Taça de Portugal

Sporting nos "oitavos" da Taça

Sporting nos "oitavos" da Taça

 

Lusa/Aonline   Futebol   22 de Nov de 2009, 18:31

O Sporting garantiu presença nos oitavos-de-final da Taça de Portugal, ao vencer os Pescadores por 4-1, num encontro em que chegou ao intervalo a perder e que marcou a estreia de Carlos Carvalhal no comando técnico da equipa

No Restelo, casa emprestada da equipa da Costa da Caparica, o Sporting não entrou bem, dando demasiados espaços ao adversário, líder da série F da III divisão, que chegou ao golo aos 21 minutos, por intermédio de Tozé, com um remate à entrada da área.

Só no segundo tempo, o “novo” Sporting, de Carlos Carvalhal, conseguiu impôr o seu jogo e acabou por garantir a passagem aos “oitavos” de uma competição para a qual não perde há 23 jogos (foi eliminado na época passada pelo FC Porto apenas no desempate por pontapés da marcada de grande penalidade), com um “bis” de Miguel Veloso e golos de João Moutinho e Liedson.

Antes dos 10 minutos de jogo, os Pescadores já tinham mostrado que queriam chegar ao golo, beneficiando de quatro cantos seguidos.

Ainda antes do golo, na cobrança de um livre a punir falta sobre Matias, Miguel Veloso rematou forte para uma defesa aparatosa de Nuno Madureira.

O guardião dos Pescadores voltou a estar em evidência aos 38 minutos, respondendo com uma boa defesa a um cabeceamento de Liedson, após cruzamento da esquerda de Matias.

Com uma frente de ataque constituída por Vukcevic na esquerda, Matias na direita e Liedson solto no meio, o Sporting criou poucas jogadas perigo no primeiro tempo, atacando quase sempre pela esquerda.

A fechar a primeira parte, João Moutinho rematou muito por cima da baliza, na cobrança de um livre, e Miguel Veloso proporcionou uma defesa “a soco” do guardião da Caparica.

Ao intervalo, Carlos Carvalhal trocou Grimi, protagonista de vários erros no primeiro tempo, pelo avançado Hélder Postiga, passando Miguel Veloso para a função de lateral esquerdo.

No primeiro jogo no comando técnico do Sporting, Carlos Carvalhal mexeu na defesa, colocando Abel no lugar que tem sido ocupado por Pedro Silva, e fazendo regressar Polga ao “onze” para o lugar do “castigado” Daniel Carriço.

O Sporting chegou ao empate aos 52 minutos, com um golo de pé esquerdo de Miguel Veloso, na cobrança de um livre à entrada da grande área.

O golo animou o ataque dos “leões”, que chegaram à vantagem aos 57 minutos, com uma grande penalidade convertida pelo “capitão” João Moutinho, a punir falta de Adérito sobre Liedson.

O Sporting assumiu o comando do jogo, remetendo os Pescadores para a defesa, e aumentou a vantagem aos 63 minutos, de novo por Miguel Veloso, com um remate à entrada da pequena área.

Os “leões” ampliaram a vantagem, chegando pela primeira vez na época aos quatro golos num jogo, com um golo de Liedson, aos 68 minutos, após cruzamento de Vukcevic.

O internacional português foi substituído no minuto seguinte, por Saleiro. Pouco depois, os “leões” ficaram reduzidos a 10 jogadores, devido à expulsão de Tonel – que não vai alinhar frente ao Benfica -, na sequência de uma falta sobre Serginho que seguia isolado para a grande área.

Carlos Carvalhal voltou a mexer na equipa fazendo entrar Caneira para o lugar de Vukcevic.

O Sporting continuou a dominar o jogo, com os Pescadores a protagonizarem poucas jogadas de ataque. Aos 80 minutos, o recém-entrado Carlos Correia obrigou Rui Patrício a uma boa defesa e, pouco depois (85), Tó-Zé, o autor do golo, voltou a “assustar” o guardião leonino, que teve pouco trabalho no segundo tempo, depois de uma primeira parte em que o Sporting esteve algo pagado.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.