Sporting empata com Roma e compromete apuramento

Sporting empata com Roma e compromete apuramento

 

Lusa/AO   Futebol   7 de Nov de 2007, 20:35

O Sporting comprometeu hoje a qualificação para os oitavos-de-final da Liga dos Campeões de futebol, ao empatar em casa, 2-2, com a AS Roma, em jogo da quarta jornada do Grupo F
Um auto-golo Anderson Polga deu hoje o empate à AS Roma no reduto do Sporting, na quarta jornada da Liga dos Campeões de futebol, e deixou os "leões" mais longe da qualificação para os oitavos-de-final.
Para atingir a próxima ronda, os "leões" têm de vencer na visita ao Manchester United - já apurado - e na recepção ao Dínamo de Kiev, e esperar dois deslizes dos romanos das duas últimas jornadas do Grupo F da "Champions".
Caso não se confirme o "milagre", o Sporting ficará pela quarta vez em quatro presenças de fora da segunda fase da Liga dos Campeões.
A três pontos do adversário de hoje, o Sporting até esteve perto de igualar os romanos na tabela, graças a dois tentos de Liedson (22 e 64 minutos), que permitiram a reviravolta no marcador, depois de Cassetti ter dado vantagem à AS Roma, aos quatro, mas a infelicidade de Polga (89), na tentativa de cortar um remate de Pizarro, deixou a equipa italiana com um pé nos "oitavos".
Antes do início do encontro, o treinador do Sporting, Paulo Bento, recebeu a má notícia da não recuperação do sérvio Stojkovic, que foi substituído na baliza por Tiago, que já havia actuado na derrota na capital romana (2-1).
Em relação à vitória sobre a Naval 1º de Maio, Paulo Bento apenas fez mais uma alteração no "onze", com Yannick Djaló a ocupar o lugar ao lado de Liedson na frente de ataque, substituindo Purovic.
Por seu turno, na AS Roma, o grande ausente era o capitão Francesco Totti, que se lesionou num lance com Liedson, no encontro do Olímpico de Roma, sendo que o técnico Luciano Spalletti também não pôde contar com Panucci, Taddei e Aquilani.
Se estas ausências já estavam confirmadas antes da viagem para Lisboa, a lesão de Tonetto - único totalista dos romanos - antes do início do encontro não estava nos planos de Spalletti, que foi obrigado a recorrer a Giuly.
Muito compacta a defender e "venenosa" no contra-ataque, a AS Roma adiantou-se no marcador logo aos quatro minutos, num excelente golo do lateral Cassetti, que combinou bem com Mancini e rematou ao ângulo.
A equipa leonina, muito nervosa, concedia muito espaço no meio-campo e mostrava-se ineficaz na construção de jogo, mas um lance polémico acabaria por fazer despertar os "leões".
Aos 13 minutos, Abel rematou de longe e obrigou Doni a defesa apertada. Com a bola, caprichosamente, a encaminhar-se para a baliza, o guarda-redes brasileiro tentou agarrá-la pressionado por Liedson, tendo o árbitro decidido marcar uma falta do avançado, apesar de a bola ter transposto a linha de golo.
A partir deste momento, o Sporting pegou no jogo e, aos 16 minutos, esteve de novo perto de marcar, num remate cruzado de Polga, que passou ligeiramente por cima da barra.
O tento do empate acabou por surgir aos 22 minutos, na sequência de uma descoordenação entre Doni e Mexés, com o central a brasileiro a colocar a bola nos pés de Liedson, que agradeceu a oferta e fez o seu 100º golo com a camisola do Sporting.
O conjunto transalpino sentiu o golo e foi encostado às cordas pelos "leões", que, contudo, não conseguiram aproveitar as oportunidades, com destaque para um falhanço de Yannick Djaló, aos 30 minutos.
Perto do intervalo, depois de Pizarro desperdiçar uma ocasião para o 2-0, com um remate muito torto, o Sporting voltou a estar perto de marcar, mas João Moutinho, servido por Izmailov, fez a bola passar muito perto do poste da baliza de Doni.
O Sporting entrou para a segunda parte da mesma forma, a mandar no jogo, e, aos 55 minutos, Miguel Veloso deu o primeiro aviso com um remate perigoso.
O Sporting acabaria mesmo por se adiantar no marcador, aos 64 minutos, pelo inevitável Liedson, que, num mergulho ao segundo poste, cabeceou para o fundo da baliza romana, depois de um cruzamento de Izmailov.
Aos 89 minutos, quando a vitória parecia garantida, até porque a AS Roma não conseguia criar lances de perigo, um remate de longe de Pizarro foi desviado pela cabeça de Polga e traiu Tiago, deixando o Sporting mais longe dos oitavos-de-final.
O encontro foi antecedido por um minuto de silêncio em memória do sueco Nils Liedholm, que em 1984 levou a AS Roma à final da Taça dos Campeões Europeus, perdida para o Liverpool.
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.