Liga Sagres

Sporting de Braga volta a liderar sozinho

Sporting de Braga volta a liderar sozinho

 

Lusa/Aonline   Futebol   30 de Nov de 2009, 20:52

O Sporting de Braga  venceu a União de Leiria (2-0) e, beneficiando do empate do Benfica, isolou-se na liderança da liga de futebol somando agora 28 pontos, mais dois do que o clube da Luz

Os bracarenses continuam a sua carreira 100 por cento vitoriosa em casa, tendo registado a sexta vitória em seis jogos, com apenas um golo sofrido e 11 marcados, enquanto a União de Leiria averbou a terceira derrota no campeonato e manteve o oitavo lugar, com 14 pontos.

A vitória dos bracarenses é totalmente merecida e só peca por escassa. Os golos foram marcados por Paulo César, logo aos 05 minutos, e por Matheus, aos 69, mas os bracarenses ficaram a dever à ineficácia e ao guarda-redes adversário a obtenção de mais golos.

O treinador "arsenalista", Domingos Paciência, fez duas alterações no "onze" que apresentou diante do Vitória de Setúbal, na Taça de Portugal, uma já esperada - Eduardo em vez de Kieszek na baliza -, a outra uma surpresa, com a entrada de Madrid para o lugar de Hugo Viana, que apresentou sintomas gripais de última hora.

O Sporting de Braga chegou cedo ao golo e de forma feliz: sobre a esquerda e ainda algo distante da baliza, Paulo César marcou um livre e a bola cruzou toda área sem que ninguém lhe tocasse, acabando por entrar junto à base do poste mais distante, enganando o guardião Duricic.

O Sporting de Braga embalou depois para uma bela exibição que podia ter coroado com mais golos, mas por duas vezes Alan viu Duricic impedi-lo com excelentes intervenções (11 e 30).

A União de Leira quase não existiu em toda a partida e no primeiro tempo limitou-se a dois remates (33 e 34) de Elias, fortes, mas à figura de Eduardo.

A iniciativa pertencia por completo aos da casa que aos 35 minutos estiveram muito perto de aumentar a vantagem: servido por Paulo César, Mossoró ficou na cara de Duricic, mas rematou contra o guarda-redes leiriense.

Até ao intervalo, os adeptos bracarenses voltaram a levantar-se das bancadas com os remates de Alan (38) e Mossoró, mas o primeiro saiu muito torto e o segundo o guardião sérvio, o melhor da formação de Lis, defendeu bem.

Na segunda parte, o ritmo abrandou, mas a equipa minhota controlou sempre o jogo e aos 69 minutos chegou mesmo ao merecido segundo golo: grande passe de Madrid a isolar o recém-entrado Matheus, que recebeu no peito, tirando um adversário do caminho, e rematou de pé esquerdo, em zona frontal, para o fundo da baliza.

O único lance de perigo dos visitantes surgiu já na fase final da partida, mas Eduardo antecipou-se bem a Carlão e foi mesmo João Pereira, em períodos de descontos, a ficar a centímetros de marcar o terceiro para o Braga.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.