Sociais-democratas ganham eleições na Áustria mas extrema-direita obtém resultado histórico


 

Lusa/Ao online   Internacional   28 de Set de 2008, 22:10

Os sociais-democratas ganharam as eleições legislativas antecipadas de hoje na Áustria, mas os dois partidos de extrema-direita alcançaram uma votação expressiva, segundo o ministro do Interior austríaco.
    De acordo com os resultados preliminares do escrutínio, o Partido Social-Democrata Austríaco (SPÖ) obteve 29,7 por cento dos votos, menos 5,7 pontos percentuais do que nas eleições de 2006.

    Os conservadores do Partido Popular Austríaco (ÖVP) registaram igualmente uma queda na preferência dos eleitores, com 25,6 por cento dos votos, menos 8,7 pontos percentuais do que há dois anos.

    Já o partido de extrema-direita FPÖ recolheu 18 por cento dos votos, uma subida de sete pontos percentuais, assim como o partido populista BZÖ, de Jörg Haider, que obteve 10,88 por cento, mais seis por cento do que no último sufrágio.

    Somando os votos do FPÖ e do BZÖ, a extrema-direita ultrapassou o "score" histórico alcançado em 1999, quando o partido de Jörg Haider obteve 26,9 por cento.

    No parlamento austríaco tem ainda assento o partido ecologista Os Verdes, que desceu de 11 para 9,7 por cento dos votos.

    Nestas eleições, o partido social-democrata SPÖ, um dos mais antigos partidos europeus, fundado em 1885, e os democratas-cristãos do Partido do Povo (ÖVP) registaram os seus piores resultados de sempre, não apenas desde o final da Segunda Guerra Mundial, mas desde o início da República, saída em 1918 do Império Austro-Húngaro após a derrota na Primeira Guerra Mundial.

    A realização de eleições antecipadas, em que participaram 71,4 por cento dos 6,3 milhões de votantes, deveu-se à ruptura em Julho da coligação esquerda-direita, no poder nos últimos 20 meses, causada por divergências relativamente à reforma fiscal e às medidas a tomar para aliviar o aumento crescente dos alimentos e da energia.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.