França

Sindicatos franceses prolongam greve


 

Lusa/AO online   Internacional   14 de Out de 2010, 11:22

Os sindicatos de vários sectores, incluindo transportes urbanos, ferroviários, refinarias e portos, prolongam hoje a greve nacional em França, perante a inflexibilidade do Presidente da República no novo regime de reformas.
Esta quinta-feira, é o terceiro dia de greve nacional em protesto contra a “reforma das reformas”, aprovada na Assembleia Nacional em Setembro, e cuja votação final pelo Senado está marcada para 20 de Outubro.

O Presidente da República francês, Nicolas Sarkozy, afirmou na quarta-feira que “é um dever concretizar esta reforma e por isso que se leve até ao fim”, segundo um membro do Governo do primeiro-ministro François Fillon.

À inflexibilidade do chefe de Estado respondem os sindicatos com uma “estratégia de continuar”, como resumiu na quarta-feira o presidente da Confederação Geral de Trabalhadores, Bernard Thibault.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.