Sindicato alerta para descontentamento dos professores nos Açores

Sindicato alerta para descontentamento dos professores nos Açores

 

Lusa/AO Online   Regional   12 de Out de 2018, 13:56

O Sindicato Democrático dos Professores (SDP) dos Açores alertou para o "descontentamento" na classe, que vive "num compasso de espera", porque "não há" uma iniciativa do Governo regional" sobre a recuperação do tempo de serviço.

“Foi dado nota de um descontentamento motivado por alguma expectativa criada a nível nacional que é a validação do tempo de serviço que foi congelado. E se há uma perspetiva a nível nacional, na região continuámos sem que o Governo regional assuma qualquer posição. E os professores continuam à espera que o Governo açoriano tenha iniciativas na resolução de problemas”, afirmou o presidente do sindicato, José Pedro Gaspar.

O dirigente sindical falava à agência Lusa à margem da assembleia de delegados sindicais do SDP dos Açores.

Segundo José Pedro Gaspar, “a reunião permitiu ter a perceção daquilo que é o descontentamento dos colegas nas escolas”.

“A cada ano que arranca, os professores têm uma enormidade de trabalho para fazer que se traduz num horário muito para além das 35 horas”, apontou, esperando uma "adesão significativa" dos docentes da região à greve nacional na próxima segunda-feira.

Admitindo que possam surgir novas formas de luta, que não especificou, José Pedro Gaspar reiterou que “o descontentamento da classe nos Açores é também motivado por alguma expectativa criada a nível nacional”.

“No continente há uma proposta de decreto-lei que foi aprovada no conselho de ministros na semana passada. Há já uma proposta concreta. Podem discordar dela ou não, mas nos Açores estamos na expectativa que o Governo regional não se coloque à sombra eternamente”, frisou o dirigente do sindicato, afirmando que a estrutura sindical "aguarda pelo reagendamento" de uma audiência com o presidente do Governo regional.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.