Açoriano Oriental
Sete ilhas dos Açores sob aviso laranja devido à agitação marítima

 O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) colocou este sábado as ilhas dos grupos central e ocidental dos Açores sob aviso laranja e as restantes ilhas sob aviso amarelo, devido à previsão de agitação marítima.

article.title

Foto: EDUARDO COSTA/LUSA
Autor: AO Online/ Lusa

Nas ilhas do grupo central (Terceira, Graciosa, São Jorge, Pico e Faial) são esperadas “ondas de noroeste de sete a oito metros”, enquanto nas ilhas do grupo ocidental (Flores e Corvo) as ondas serão de “quadrante oeste”, revelou o IPMA, em comunicado de imprensa.

Estas sete ilhas estão sob aviso laranja (o segundo mais grave) até às 18:00 (hora local, mais uma em Lisboa).

A partir dessa hora e até à meia-noite todas as ilhas do arquipélago estarão sob aviso amarelo (o terceiro mais grave), também devido à agitação marítima, com previsão de ondas de seis a sete metros, de quadrante oeste no grupo ocidental e de quadrante noroeste nas restantes ilhas.

Em declarações à Lusa, esta sexta-feira, o coordenador nos Açores do Instituto Português do Mar e da Atmosfera, Carlos Ramalho, disse que apesar de os Açores não serem afetados pela depressão Fabien (que neste fim de semana afeta Portugal continental), os próximos dias serão de "inverno rigoroso" no arquipélago.

"Nos próximos dias, até pelo menos ao dia de Natal, e até mesmo uns dias depois, vamos ter dias de inverno rigoroso. Podemos até ter intervalos onde o tempo esteja relativamente melhor, com um clima bom, e depois alguns períodos onde o vento sopra com mais intensidade e com chuva por vezes forte", frisou.

No domingo, os Açores terão a passagem de um sistema frontal com chuva em todas as ilhas e, na segunda-feira, uma superfície frontal fria irá provocar chuva no grupo oriental.

Segundo Carlos Ramalho, vai passar também pelos Açores uma nova depressão, ainda sem designação, no dia 24 de dezembro, que provocará um aumento da intensidade da chuva e do vento.

"No dia 24, uma depressão, que vem de sul, irá provocar um aumento da intensidade do vento e da chuva, que será por vezes forte, principalmente nos grupos central e oriental", adiantou, realçando que no dia 25 já se deve registar uma "melhoria do tempo".


Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.