Entrevista a Ricardo Serrão Santos

“Se agora é tudo negociado, de maio para a frente ainda será mais”

“Se agora é tudo negociado, de maio para a frente ainda será mais”

 

Paulo Simões   Regional   7 de Fev de 2019, 08:55

Ricardo Serrão Santos, deputado açoriano, eleito pelo Partido Socialista, está a terminar o mandato no Parlamento Europeu. Elege a exceção às obrigações de desembarque do goraz como uma das suas vitórias a favor dos Açores e vê com bons olhos a criação de um círculo eleitoral na Região.

Foi nomeado nos prémios do Parlamento Europeu para eurodeputado do ano para Agricultura e Pescas, que significado tem isso para si?
É certo que não trabalho a pensar em prémios, mas mentiria se não dissesse que sinto orgulho nesta nomeação. Nesta fase, somos apenas 3 deputados finalistas para a agricultura e pescas. Encaro, por isso, esta nomeação como o resultado do trabalho coerente e persistente que tenho vindo a desenvolver na defesa das melhores políticas para a Europa. É, aliás, na busca de convergências entre os interesses dos Açores de Portugal e da Europa que tenho trabalhado desde a primeira hora.


Leia a entrevista na íntegra na edição desta quinta-feira, 7 de fevereiro 2019, do jornal Açoriano Oriental


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.