SATA Rallye Açores integra calendário IRC/Eurosport

SATA Rallye Açores integra calendário IRC/Eurosport

 

Arthur Melo   Motores   12 de Nov de 2008, 10:16

“Concretizaram-se as esperanças de todos os amantes do automobilismo nos Açores que é ter um rali num campeonato de grande relevo que é o IRC-Intercontinental Rally Challenge/Eurosport. De facto, o SATA Rallye Açores vai integrar o campeonato de 2009 do IRC/Eurosport”, confirmou na tarde de ontem Francisco Coelho.

Os organizadores da segunda mais importante competição automobilística do mundo - logo a seguir ao WRC - anunciam oficialmente, nesta quarta-feira, o calendário de 2009 do Intercontinental Rally Challenge/Eurosport, confirmando-se assim a informação que o “Açoriano Oriental” adiantou, em primeira mão, no passado dia 15 de Outubro.
A prova rainha do automobilismo açoriano será a segunda do calendário, realizando-se entre os dias 7 e 9 de Maio (“altura do ano importante no que diz respeito à sazonalidade turística dos Açores”, realça o presidente do “Comercial”), data em que habitualmente se disputa o Rally de Portugal que, no próximo ano, será pontuável para o Mundial de Ralis.
O presidente do Grupo Desportivo Comercial adiantou, ainda, que em 2010 o SATA Rallye Açores regressa à condição de Supporter Event mas se a prova do ACP - Rally de Portugal - não integrar o IRC, será o rali açoriano a integrar o calendário em 2010 e, também, no ano seguinte.
O contrato entre a Comissão Organizadora do rali e os responsáveis pelo  IRC-Intercontinental Rally Challenge/Eurosport foi celebrado há três semanas, sendo que no decorrer das negociações o Grupo Desportivo Comercial contou com um aliado de peso: o Governo Regional dos Açores, na pessoa do seu presidente, Carlos César.
“Se não fosse a colaboração expressa do senhor Presidente do Governo Regional dos Açores e consequente apoio que sempre me concedeu, principalmente durante o último mês, no qual mantive negociações por três vezes fora do nosso país, em que esteve sempre ao meu lado negociando com as instâncias internacionais”, o sonho internacional não se teria concretizado, fez questão de deixar bem vincado Francisco Coelho.
O presidente do Grupo Desportivo Comercial não esquece, também, o papel desempenhado por Luiz Pinto de Freitas, presidente da Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting, “um grande amigo que sempre esteve a meu lado e ao lado dos Açores nos últimos dois meses, durante as negociações”.
A entrada do SATA Rallye Açores no calendário de provas do IRC-Intercontinental Rally Challenge/Eurosport em 2009 implicou que a organização tivesse de satisfazer uma série de compromissos - muitos deles financeiros - onde, sublinha o presidente do “Comercial”, com os poucos recursos disponibilizados a Região Autónoma dos Açores é quem mais fica a ganhar.
“Os meios financeiros não abundam mas era propósito levar longe o nome dos Açores. Esta promoção será notabilizada num acordo feito com a Eurosport onde vamos ter a possibilidade de lançar 25 spots televisivos de promoção dos Açores – e não só do rali – durante todo o ano de 2009. Não foi uma negociação fácil mas foi também interessante verificar que há o interesse da própria Eurosport para que os Açores estejam presentes neste grande evento. A parte financeira tem uma componente muito forte e não foi fácil negociá-la, mas o Caderno de Encargos apresentado pelo IRC/Eurosport ao Grupo Desportivo Comercial é pesado, de grandes exigências que vamos tentar ultrapassar. Requer uma logística muito grande mas estamos aqui para demonstrar que somos tão bons como os outros”, realça.
Para além da divulgação atrás referida, o SATA Rallye Açores vai merecer, antes, durante e depois, de muitos minutos de emissão - na sua maioria directos -, o que fará com os Açores sejam notícia, durante algumas semanas, no Mundo inteiro.
No que diz respeito aos valores que estão envolvidos, Francisco Coelho não revelou os montantes, adiantando que nesta altura “o budget é confidencial”, conforme consta do contrato firmado. “Mas é mais baixo do que o orçamento de provas congéneres como o Rally de Portugal e do Vinho da Madeira”, finaliza o presidente do “Comercial”.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.