Política

SATA e EDA fora da reestruturação do sector empresarial regional

SATA e EDA fora da reestruturação do sector empresarial regional

 

LUSA/AOnline   Regional   15 de Out de 2011, 17:08

O Governo Regional dos Açores deve aprovar durante a próxima semana a extinção ou fusão de mais de duas dezenas de empresas e participações públicas, num processo que não incluirá a elétrica regional EDA e a transportadora aérea SATA.

As duas principais empresas regionais, cuja eventual alienação foi rejeitada por várias forças políticas, não estarão incluídas neste processo de reestruturação do sector empresarial regional, disse hoje à Lusa fonte do Governo dos Açores.

Este processo de reestruturação do setor empresarial regional, que está a ser preparado pelo executivo desde maio, deverá incluir a venda de empresas como a Golf Açores, Verdegolf, ONIAÇORES, ZONAÇORES, DTS, STA Express e PRONTAÇORES.

As participações na BANIF Açores Pensões, nas empresas de operações portuárias OPERPDL, OPERTERCEIRA e OPERTRI e na AGESPI, empresa gestora de um parque industrial, também devem estar, segundo a fonte do executivo, incluídas nesta reestruturação do setor empresarial da região.

No quadro desta reestruturação, o governo açoriano já extinguiu a SPRAÇORES, na área do ambiente, e fundiu as três empresas portuárias existentes na Portos Açores.

Em finais de agosto, o presidente do Governo dos Açores, Carlos César, tinha anunciado para outubro a aprovação de um “plano geral de reestruturação do setor público empresarial, que apontará para uma redução em cerca de 50 por cento nas participações e existência de empresas e associações com capitais públicos na região”.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.