Futebol

Santa Clara quer que Liga repense a arbitragem

Santa Clara quer que Liga repense a arbitragem

 

Lusa / AO online   Futebol   2 de Nov de 2007, 14:34

O Santa Clara apelou esta sexta-feira para que a Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) repense a arbitragem e defendeu a introdução de meios técnicos e humanos de apoio às decisões dos árbitros durante os jogos.
“Pedimos à LPFP que inicie uma discussão pública acerca de uma mudança radical na forma como estão a ser organizadas as arbitragens”, salientou Paulo Bermonte, dirigente do clube açoriano que lidera a Liga de Honra de futebol.

Paulo Bermonte falava em conferência de imprensa, em Ponta Delgada, para manifestar a posição do Santa Clara face aos “erros” do árbitro Pedro Henrique no jogo da oitava jornada com o Estoril, que os açorianos perderam por 5-1.

Segundo o dirigente, o clube dos Açores apresentou à Liga uma proposta a defender a existência nos jogos de um juiz-árbitro, munido de meios audiovisuais, que possa intervir nos lances duvidosos, a pedido do árbitro de campo.

“A verdade é que não podemos deixar à sorte o factor erro”, salientou Paulo Bermonte, para quem o Santa Clara está a pedir à Liga que faça subir esta proposta à discussão interna, mas também aos adeptos e à comunicação social.

Segundo disse, os erros de arbitragem, muitas vezes “não propositados, mas humanos”, podem transformar uma “assistência numa bomba relógio”.

Sobre a actuação de Pedro Henriques, apesar de considerar de que se trata de “um dos melhores árbitros nacionais”, o dirigente dos “encarnados” de Ponta Delgada realçou que o Santa Clara “ainda está à espera de um formal pedido de desculpas”.

“O Santa Clara, de uma forma construtiva e cordata, está a apelar à Liga para que repense a arbitragem nos dias de hoje”, do ponto de vista dos recursos humanos e técnicos, adiantou Paulo Bermonte.

Na última jornada, o Santa Clara sofreu a sua primeira derrota (5-1) no campeonato, num jogo em que o árbitro Pedro Henriques assinalou duas penalidades a favor do Estoril, contestadas pelos açorianos.

Apesar da derrota, a equipa do técnico Paulo Sérgio manteve a liderança na Liga de Honra de futebol com 17 pontos, mais dois do que Vizela, Estoril e Rio Ave.
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.