Açoriano Oriental
Santa Clara estreia-se na ‘nova casa’ com vitória sobre o Sporting de Braga

 O Santa Clara venceu esta sexta feira o Sporting de Braga por 3-2, em jogo da 25.ª jornada da I Liga de futebol em que se assinalou também a estreia da Cidade do Futebol como palco de jogos da I Liga.

Santa Clara estreia-se na ‘nova casa’ com vitória sobre o Sporting de Braga

Autor: AO Online/ Lusa

A derrota dos arsenalistas na capital impede a equipa minhota de ganhar vantagem no terceiro lugar do campeonato, depois de o Sporting ter empatado frente ao Vitória de Guimarães, e confirma que nenhuma das equipas da frente conseguiu vencer no reatamento do campeonato, depois de quase três meses de paragem devido à pandemia de covid-19.

O Sporting de Braga entrou em campo determinado em chegar cedo à vantagem e nos primeiros minutos esteve bastante perto de o conseguir. Aproveitando o espaço entrelinhas na defesa açoriana, a equipa orientada por Custódio chegou por um par de vezes com perigo à baliza de Marco, mas nem Ricardo Horta nem Paulinho conseguiram inaugurar o marcador.

Mas aos 19 minutos o Sporting de Braga chegou mesmo à vantagem depois de Artur Soares Dias ter sido alertado pelo VAR para uma falta dentro da área do Santa Clara. O árbitro portuense analisou as imagens e assinalou a infração que Fransérgio converteu com sucesso, enganando por completo o guarda redes Marco.

Talvez ‘espicaçado' pelo golo, o Santa Clara tentou nos minutos seguintes aproximar-se da baliza de Matheus e em dois livres conseguiu pôr em sentido a defesa minhota.

Apesar de controlar territorialmente, o Sporting de Braga baixou o ritmo e num lance de contra-ataque os insulares chegaram ao empate. O cruzamento do flanco esquerdo apanhou Raul Silva em contrapé e Thiago Santana foi implacável: dominou de pé esquerdo e fuzilou Matheus, com a bola ainda a embater com estrondo na trave, mas a aninhar-se na baliza bracarense.

O golo do Santa Clara claramente destabilizou o Braga e nos minutos seguintes a equipa de João Henriques podia ter-se colocado em vantagem em três ocasiões, com a falta de pontaria a atraiçoar os avançados dos insulares ou a defesa dos minhotos a cortar no limite.

A segunda parte começou com as duas equipas a procurarem impor-se e muita luta a meio a campo. Aos 56 minutos, num lance de entendimento pela esquerda, Sequeira arrancou um cruzamento milimétrico para a entrada da área, onde apareceu Trincão a finalizar. De pé esquerdo, o avançado bracarense atirou rente ao poste e recolocou o Sporting de Braga na frente.

Aos 64 minutos o jogo voltou a mudar e novamente complicando-se para o Sporting de Braga: Raul Silva voltou a ser batido pela rapidez Thiago Santana e empurrou-o na grande área. Artur Soares Dias não hesitou em expulsar o central arsenalista e assinalou a grande penalidade, que o avançado do Santa Clara aproveitou para ‘bisar’ no encontro.

Com o avançar do cronómetro os treinadores começaram a fazer as primeiras substituições e o ritmo de jogo ressentiu-se. As duas formações perderam discernimento na construção e, de um lado e de outro, era maior a facilidade em chegar à baliza adversária com a pressão frouxa de ambas as zonas intermediárias.

À beira do minuto 90 o Sporting de Braga esteve perto de consumar a vitória, numa jogada em que a defesa do Santa Clara facilitou e foi Marco a resolver a aflição, primeiro a sair aos pés de Paulinho e depois de Wilson Eduardo.

Do outro lado, já em tempo de desconto, o Santa Clara não foi tão meigo e consumou a reviravolta, e o 3-2 final, por Carlos Júnior. Zaidu Sanussi recuperou uma bola na primeira fase de construção do Braga e, apanhando a defesa arsenalista em contrapé, assistiu o avançado no coração da área, que sem dificuldade encostou para o fundo da baliza.

Com este resultado, o Santa Clara soma agora 33 pontos, enquanto o Sporting de Braga não consegue distanciar-se do Sporting no terceiro lugar e, com 46 pontos, tem três de vantagem sobre os ‘leões'.



Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.