Rússia

Sacerdote ortodoxo morto a tiro em Moscovo


 

Lusa / AO online   Internacional   20 de Nov de 2009, 10:55

O sacerdote Daniil Sissoev foi assassinado a tiro na sua igreja em Moscovo, num atentado que o Comité de Investigação da Rússia (CIR) admitiu esta sexta-feira poder dever-se a motivos religiosos devido às suas divergências com "defensores do Islão".
Cerca das 23:00 locais de quinta-feira, um homem com uma máscara médica no rosto entrou num templo ortodoxo da capital russa, chamou o pároco e assassinou-o a tiro, tendo ferido também o regente do coro.

"O mais provável é que o crime tenha sido cometido por motivos religiosos, embora, por enquanto, se analisem todas versões possíveis", declarou Anatoli Bagmet, chefe do Departamento de Moscovo do CIR.

Daniil Sissoev, 25 anos, dedicava grande parte do seu tempo à actividade missionária, tendo criado uma escola para preparar "sacerdotes de rua".

O sacerdote participava activamente em disputas com muçulmanos, tendo publicado um livro em que condenava os casamentos entre cristãos e muçulmanos.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.