Açoriano Oriental
Rui Bettencourt participa no encontro de presidentes das Regiões Ultraperiféricas da União Europeia

O secretário regional Adjunto da Presidência para as Relações Externas participa, em representação do presidente do Governo, Vasco Cordeiro, no encontro de Presidentes das Regiões Ultraperiféricas da União Europeia que decorre, hoje e terça-feira, em Bruxelas.

article.title

Foto: Eduardo Resendes
Autor: Susete Rodrigues/AO Online

A reunião visa articular posições entre as nove RUP em relação a várias questões marcantes da afirmação destas regiões, em particular o Quadro Financeiro Plurianual.


Rui Bettencourt participa ainda, juntamente com os presidentes das RUP, numa série de reuniões ao mais alto nível com diversos representantes do Parlamento Europeu, da Comissão Europeia e dos Governos de França, Espanha e Portugal, adianta nota do Gacs.


Estas reuniões têm por objetivo sensibilizar todos os decisores europeus para a importância das Regiões Ultraperiféricas na União Europeia, bem como para as suas fragilidades permanentes e consequentes necessidades específicas de financiamento do seu desenvolvimento.


Esta segunda-feira, Rui Bettencourt participa ainda, com os presidentes das RUP, numa reunião de trabalho com Marja Rislakki, Representante Permanente da Finlândia, que preside atualmente à União Europeia.



Na terça-feira, os Governos das RUP encontram-se com o Presidente da Comissão de Desenvolvimento Regional do Parlamento Europeu, Younos Omarjee.



Ainda neste dia, decorre uma reunião entre os governos das Regiões Ultraperiféricas da União Europeia e os governos dos seus Estados Membros - Portugal, Espanha e França -, que visa promover a defesa das RUP no Conselho Europeu.



Estas reuniões permitirão a Rui Bettencourt explicitar junto dos presidentes das RUP e das três instituições comunitárias implicadas na "aprovação do Quadro Financeiro Plurianual para 2021 / 2027 – Comissão Europeia, Parlamento Europeu e Conselho Europeu - a posição açoriana de não aceitação dos cortes no financiamento da Política de Coesão, da Política Agrícola Comum e de Pescas e do POSEI, bem como a não aceitação da modificação da taxa de cofinanciamento comunitário de 85% para 70%".
   

Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.