Revista de imprensa nacional


 

Lusa/AO   Nacional   30 de Out de 2007, 05:37

A diminuição da taxa de insucesso escolar, as escutas telefónicas, a morte de um homem na aldeia de Borralheira, Covilhã, e os últimos desenvolvimentos do caso Maddie são alguns assuntos hoje em destaque na imprensa lisboeta.

O jornal Público preenche a capa com nomes e siglas de entidades oficiais para assinalar que “Uma dezena de serviços diferentes podem ter escutado o seu telefone”.

    Ao longo da página o Público escreve o nome de instituições como os Serviços de Estrangeiros e Fronteiras, a GNR, a Procuradoria-Geral da Republica, a Polícia Judiciária, PSP ou a Direcção-Geral de Contribuições e Impostos.

    “Taxa de insucesso escolar diminui 22 por cento em dois anos” é a manchete do Diário de Notícias que realça dados avançados pela ministra da Educação, Maria de Lurdes Rodrigues, em entrevista ao matutino.

    Maria de Lurdes Rodrigues disse ainda ao DN que “provavelmente nenhum aluno chumbou por faltas no último ano”.

    O DN salienta também na primeira página que Jardim Gonçalves sai do BCP se houver fusão com o BPI e revela a ida a leilão no Porto de um quadro falso de Júlio Pomar.

    O Correio da Manhã faz manchete com o título “[Maria José] Morgado convoca [Pedro] Namora” no âmbito do processo Casa Pia.

    De acordo com o diário, a magistrada notificou o ex-casapiano para prestar declarações sobre os abusos sexuais a menores da instituição.

    Na primeira página, o matutino adianta ainda que “Polícia Judiciária reconstituiu cenários de crime no Ocean Club” (caso do desaparecimento de Maddie) e “Morte por asfixia na Covilhã”, referindo-se ao homem que apareceu morto amarrado a um gradeamento de um café e a um carro na aldeia de Borralheira.

    O Jornal de Notícias titula “Intoxicado com álcool foi amarrado e morreu por `simples´ brincadeira”.

    “São adolescentes dois dos quatro suspeitos de abandonar vizinho ao frio atado de pés e mãos”, escreve o JN, adiantando que o Tribunal da Covilhã decretou prisão preventiva para os detidos, indiciados por homicídio qualificado.

    “Nova equipa da PJ no caso Maddie volta a investigar apartamento no Algarve” e “Ministra [da Educação] diz que Estatuto do Aluno vai dar mais poder aos professores” são outras chamadas de capa do JN.

    O 24horas avança na capa “Julgamento da Casa Pia em risco de ser anulado”, salientando que erros do Ministério Público põem em causa três anos de sessões em tribunal.

    O diário diz ainda que “Polícia estragou provas que podiam revelar o que aconteceu a Maddie”.

    O Jornal de Negócios chama à primeira página “Amnistia fiscal de 2005 foi a menos rentável da OCDE”.

    O económico cita um estudo da organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) que indica que Portugal apenas recuperou 41 milhões de euros.

    O JdN realça também que “Angola está a analisar efeitos da fusão entre BCP e BPI”.

    “Banco de Portugal aprova fusão do BPI com o BCP” é a manchete do Diário Económico.

    De acordo com o DE, o banco liderado por Vítor Constâncio considera que a proposta de fusão é uma oportunidade para manter o BCP controlado por um núcleo nacional.

    Ainda sobre o maior banco privado português, o DE escreve que o Conselho Geral de Supervisão do BCP perde o vice-presidente, Ricardo Bayão Horta.

    A revista Focus destaca na sua edição de hoje “Mulheres poderosas”, referindo que o `sexo fraco´ conquista lugares anteriormente reservados aos homens.

    O semanário “O Diabo” anuncia na capa que o deputado socialista Ricardo Rodrigues é o “’pai afectivo’ do controverso artigo 30º” do Código de Processo Penal que deixa de considerar a continuação de abusos sexuais contra a mesma vítima.

    O jornal refere que o deputado açoriano atribui a paternidade do artigo à Unidade de Missão, mas Rui Pereira, ex-coordenador da Unidade e actual ministro da Administração Interna, já rejeitou a autoria.

    A vitória do FC Porto sobre o Leixões (3-0) na oitava jornada da Liga, contanto por triunfos os jogos disputados, no que é a o seu melhor arranque de sempre, está em destaque nos matutinos desportivos, que igualmente se referem à entrevista de José António Camacho, técnico do Benfica, à Agência Lusa.

    “8 pontos de vantagem sobre o Benfica”, anuncia O Jogo, sobre foto de Lizandro Lopez a festejar um dos dois golos marcados segunda-feira.

    Em A Bola o destaque vai para o guarda-redes alemão Butt, que domingo à noite substituiu o expulso Quim e defendeu uma grande penalidade no jogo com o Marítimo (2-1) e que agora tem a sua oportunidade de “tentar conquistar a baliza do Benfica”.

    O Record, sobre foto das mãos de Butt a agarrar uma bola, está a declaração de Camacho na entrevista à Lusa: “está nas tuas mãos”, referindo que o técnico benfiquista garante o lugar ao guarda-redes alemão se ele não falhar.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.