Revista de imprensa nacional


 

Lusa/AO   Nacional   9 de Set de 2008, 06:31

A derrocada de um edifício antigo em Braga, que causou a morte a três operários que trabalhavam na recuperação do imóvel, e um acidente grave na A1 que matou duas pessoas estão hoje em destaque na imprensa lisboeta.
O Diário de Notícias faz manchete com o título “Acidentes de trabalho em obras já fizeram 40 mortos este ano”.

    O jornal cita números da Autoridade para as Condições de Trabalho que indicam que este ano os acidentes de trabalho causaram a morte a 72 trabalhadores, entre os quais 37 operários da construção civil, sector onde os acidentes e as vítimas são mais frequentes, escreve o DN.

    O destaque fotográfico do jornal vai para a derrocada de um edifício antigo no centro de Braga que causou a morte a três operários que trabalhavam na recuperação do imóvel.

    Na altura da derrocada do prédio, que terá sido causada pelo desabamento do edifício devoluto contíguo a este, onde decorriam obras de recuperação, encontravam-se sete operários, dos quais três ficaram sob os escombros.

    O Jornal de Notícias puxa também para a capa a derrocada do prédio em Braga, realçando uma fotografia que mostra vários bombeiros após os trabalhos de resgate.

    Na primeira página, o JN revela “Fátima Felgueiras acusada de mentir em tribunal”.

    O jornal escreve que o Procurador do Ministério Público alega que a autarca faltou à verdade no caso “saco azul”.

    O procurador do Ministério Público acusou a presidente da Câmara de Felgueiras de ter estado envolvida em quatro “contratos simulados” para garantir a saída de verbas para a empresa Resin SA.

    Segundo a acusação do MP, esta empresa que operou no aterro sanitário, entregou avultadas verbas que foram utilizadas na campanha eleitoral autárquica de Fátima Felgueiras em 1997.

    O JN chama ainda à primeira página o despiste de uma ambulância na A1, próximo de Pombal, que causou a morte a uma grávida e a um idoso.

    O Público titula “PS mexe na Lei do Divórcio e dá a Cavaco novo poder de veto”.

    Os deputados socialistas querem mudar o artigo que fundamentou veto de Cavaco Silva, mas sem alterar o sentido que lhe pretendiam dar desde o início: atribuir um crédito monetário ao cônjuge que tiver abdicado de uma carreira profissional em favor da família.

    O diário destaca ainda a derrocada de um prédio em Braga e uma entrevista exclusiva ao treinador do FC Porto, Jesualdo Ferreira, em que o técnico dos tricampeões diz que a equipa está diferente, mas não está mais fraca.

    “Mais 207 reformas milionárias” é a manchete do Correio da Manhã.

    O jornal diz que foram atribuídas 3.948 aposentações acima dos quatro mil euros desde 1997.

    “Ambulância mata grávida e idoso” em acidente na A1, perto de Pombal, e “Três mortos em prédio devoluto” em Braga são outros destaques do Correio da Manhã.

    O 24horas titula “Grávida morre em acidente brutal de ambulância” na A1 perto de Pombal, referindo que o acidente causou dois mortos e dois feridos graves.

    A derrocada de um prédio em Braga e um assalto à casa deputado do PSD, Guilherme Silva, são outros assuntos abordados no 24horas de hoje.

    O Jornal de Negócios avança na primeira página que “Concorrência espanhola investiga Galp e EDP”.

    De acordo com o económico, a Comisión Nacional de Competência vai investigar se existem práticas anti-concorrência no sector energético espanhol.

    O económico destaca ainda que “Camionistas voltam a falar de paralisação”, realçando declarações de Silvino Lopes, da Associação Nacional das Transportadoras Portuguesas, que dão conta de alguma “frustração com medidas tomadas pelo Governo”.

    “Governo limita baixa no preço dos genéricos”, escreve o Diário Económico na primeira página, explicando que o ministério da Saúde introduziu várias limitações à descida em 30 por cento do preço dos genéricos.

    O diário diz que, por exemplo, os que custarem menos de cinco euros não baixam.

    “BCP beneficia de decisão dos EUA para salvar a banca” e “Abrandamento da economia coloca pressão no Orçamento” são outras chamadas de capa do DE.

    O jornal O Diabo destaca entrevista a Isaltino Morais na qual diz: “A tranquilidade no concelho de Oeiras deve-se, em grande parte, à política social que realizámos”.

    Ao jornal, Isaltino diz que vai recandidatar-se à câmara em 2009-2013.

    O Diabo escreve ainda que o “PS vai dizer ‘adeus’ à maioria absoluta” nas eleições do próximo ano.

    O interesse de grandes clubes europeus no argentino Di Maria, do Benfica, e a excentricidade de Miguel Veloso (Sporting) está hoje nas primeiras páginas dos matutinos desportivos.

    “Europa não larga Di Maria”, anuncia A Bola, sobre foto do jogador benfiquista, explicando que “título olímpico e selecção argentina aguçam apetites”.

    O jornal acrescenta que Inter de Milão de Real Madrid “são os últimos ‘tubarões’ apontados como destino do benfiquista”, enquanto o clube nega ter recebido qualquer resposta e reafirma que só venderá o jogador por 30 milhões de euros.

    A Bola destaca ainda o apelo de Deco para o jogo com a Dinamarca, o segundo desafio da selecção portuguesa no apuramento do Mundial de 2010, na África do Sul: “encham Alvalade!”.

    “Real já levou nega”, revela o Record, indicando que o campeão espanhol terá enviado uma proposta no valor de 20 milhões de euros para contratar Di Maria, mas o jogador, diz o jornal, “só sai do Benfica por 30 milhões de euros”.

    O matutino desportivo acrescenta que a proposta do Inter de Milão é um pouco diferente: oferece a título definitivo Suazo e ainda dois milhões de euros.

    Ainda sobre o hondurenho Suazo, o jornal entrevistou o primeiro treinador do agora reforço benfiquista, que diz que “David nasceu para ser goleador”.

    O Jogo também refere “Inter e Real Madrid em cima de Di Maria”, indicando que o jogador argentino do Benfica é “muito cobiçado”.

    No entanto, o principal destaque do matutino desportivo vai para Miguel Veloso (Sporting), a quem chama de “o excêntrico 30 milhões”, recordando que o jogador, filho do ex-lateral direito do Benfica Veloso, “já mostrou 7 penteados desde a estreia”.

    O matutino recorda ainda que “faz hoje dois anos que viu Morangos com Açúcar (uma série da TVI) antes de secar Figo”.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.