Reunião de guardas da extinta Brigada de Trânsito com MAI adiada


 

Lusa / AO online   Nacional   18 de Jan de 2010, 14:11

A reunião prevista para esta segunda-feira entre representantes dos militares da extinta Brigada de Trânsito da GNR e o Ministério da Administração Interna foi adiada para o dia 25 deste mês, anunciou a Associação Sócio-Profissional Independente da Guarda (ASPIG).
O objectivo da reunião é tentar corrigir o "erro da extinção daquela unidade", disse à agência Lusa o presidente da ASPIG.

José Alho referiu que o próprio ministro da Administração Interna, Rui Pereira, "já reconheceu o erro da extinção da unidade mais bem preparada da GNR".

Por outro lado, o dirigente associativo considerou que a "sinistralidade aumentou" com a extinção da Brigada de Trânsito.

José Alho defendeu que "devem existir algumas alterações à estrutura", com o "encerramento dos núcleos regionais de Évora, de Coimbra e no Porto", porque desta forma só existe uma "descoordenação total na coordenação do trânsito".

Defendeu também que "o erro não é deste Governo" ou mesmo do "actual ministro", mas considerou necessário adoptar o anterior modelo organizacional da Brigada de Trânsito (BT), com apenas um comando em Lisboa em vez de vários espalhados pelo país.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.