Energia

Renováveis representam poupança de 13 mil milhões em 2015


 

Lusa / AO online   Economia   3 de Dez de 2009, 16:11

A área das energias renováveis deverá representar uma poupança acumulada entre 2005 e 2015 de mais de 13 mil milhões de euros em importações de electricidade e de combustíveis fósseis, estima um estudo da consultora Deloitte e da Associação Portuguesa de Energias Renováveis.
O estudo “Impacto Macroeconómico do Sector das Energias em Portugal”, apresentado hoje em Lisboa, estima que em 2015 o sector das energias contribuirá com uma total de 4 mil milhões de euros para o Produto Interno Bruto (PIB), ou 2,4 por cento, o dobro do que contribuiu em 2008 (2 mil milhões de euros).

Ao nível ambiental, indica o mesmo trabalho, "o impacto mais directo é na redução das emissões de dióxido de carbono (CO2, o principal gás com efeito de estufa), com uma poupança global de cerca de 430 milhões de euros, e a aproximação às metas de Quioto".

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.