Renda das casas antigas pode aumentar quase 5%

Renda das casas antigas pode aumentar quase 5%

 

Lusa/AO Online   Economia   30 de Dez de 2011, 08:16

A subida das rendas das casas com arrendamentos até 1967 pode atingir os 4,79 por cento em 2012.

O valor do aumento consta de uma portaria publicada em Diário da República em novembro, que define também uma subida até 3,19 por cento para os arrendamentos posteriores a 1967.

Esta subida é superior à registada em 2011, que foi de 0,45 por cento para os arrendamentos anteriores a 1967 e de 0,3 para as rendas contratadas depois desse ano.

A atualização do preço das rendas é calculada com base no índice de preços no consumidor, excluindo a habitação.

Além desta atualização, o mercado do arrendamento deverá ainda ser alvo de uma reforma, que o Governo deverá entrar em vigor em 2012.

No memorando de entendimento entre o Governo, o Banco Central Europeu (BCE), a Comissão Europeia e o Fundo Monetário Internacional (FMI), está prevista a conclusão até final do ano do pacote legislativo sobre o arrendamento, aprovado na quinta-feira pelo Executivo, e que visa garantir mais segurança e rendimento aos senhorios, que serão também mais responsáveis pela preservação do património existente.

Os dados preliminares do Censos indicam que o número de casas vazias destinadas para arrendamento aumentou 37,6 por cento entre 2001 e 2011, passando de 80.094 para 110.207 imóveis.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.