Saúde

Relatório da OMS evidencia falhas na protecção às mulheres


 

Lusa / AO online   Internacional   9 de Nov de 2009, 10:34

A Organização Mundial de Saúde (OMS) faz um apelo à sociedade para dar mais atenção à saúde e necessidades das mulheres, constatando que são maioritariamente elas a cuidar dos outros mas não recebem, em contrapartida, amparo quando precisam.
No lançamento de um relatório sobre este tema, o Director-Geral da OMS, Margaret Chan, apelou a uma acção urgente tanto no sector da saúde como fora dele, a fim de melhorar a saúde e a vida das mulheres, desde a nascença até à velhice.

Apesar dos progressos que se fizeram nas últimas décadas, as sociedades continuam a abandonar as mulheres em momentos decisivos das suas vidas, considera a OMS no relatório com o título "As mulheres e a Saúde: a realidade de hoje e o programa de amanhã".

As mulheres asseguram a maior parte dos cuidados de saúde, mas raramente recebem os cuidados específicos que elas necessitam, seja em casa, no seio da comunidade onde vivem ou mesmo dentro dos sistemas de saúde, constata o relatório da Organização Mundial de Saúde.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.