Açoriano Oriental
Queijo em destaque em oficina para promover 'ex-libris' da gastronomia açoriana

A ilha de São Miguel acolhe, a 14 e 15 de dezembro, uma oficina centrada nas potencialidades dos queijos dos Açores, que culminará com um jantar, cujo menu terá como foco aquele "ex-líbris da gastronomia", foi hoje anunciado.

Queijo em destaque em oficina para promover 'ex-libris' da gastronomia açoriana

Autor: Lusa /AO Online

A iniciativa é organizada pela Associação para a Valorização Económica dos Açores (AVEA), através da Escola de Formação Turística dos Açores (EFTA), e integra-se num ciclo de oficinas que visam promover, valorizar e enaltecer o produto e a restauração local.

Em oficinas anteriores os temas centrais foram o vinho, o peixe e a carne.

Em nota de imprensa, a AVEA explicou que o ‘workshop’ sobre o queijo açoriano é o quarto e último deste ciclo de iniciativas que visam "promover a troca de experiências entre a economia local, estudantes e formadores convidados", assim como a partilha de conhecimentos e técnicas.

A AVEA sublinha que a produção de queijo nos Açores é feita "há mais de 500 anos, desde a chegada dos primeiros colonizadores flamengos".

Numa altura em que se procura a classificação do Queijo de São Jorge DOP como Património Cultural Imaterial pela UNESCO, a associação refere que "importa conhecer melhor este produto, tão central na gastronomia e cultura local, bem como a enorme variedade de queijos (e sabores) produzidos em todas as ilhas do arquipélago".

Na oficina, centrada em torno do queijo, serão oradores o ‘chef’ Julien Montbabut (Le Monument, Porto, restaurante com estrela Michelin), do chefe de sala Acácio Oliveira (Grand Hotel Açores Atlântico, em Ponta Delgada), e José Matos (ex-professor catedrático da Universidade dos Açores e especialista em lácteos e membro da Confraria do Queijo de São Jorge e da Confraria Nacional do Leite e Confrade Honorário da Confraria do Leite dos Açores), anunciou a AVEA.

Esta formação terá como público-alvo principal os alunos da EFTA e a restauração regional e culmina com um jantar, a 15 de dezembro, cujo menu, que terá como foco o queijo, será criado por Julien Montbabut e pelos alunos da EFTA.

Citado na nota de imprensa, o presidente da direção da AVEA, Eládio Braga, destacou a importância de promover a troca de experiências entre a restauração local e profissionais de "referência" e a promoção dos produtos "mais icónicos dos Açores".

Esta iniciativa decorre no âmbito do Projeto SABOREA, cofinanciado pelo Programa INTERREG MAC 2014-2020 - Madeira Açores Canárias que envolve vários parceiros dos Açores, Madeira, Canárias e de Cabo Verde, Senegal e Mauritânia, tendo como chefe-de-fila o Cabildo Insular de Lanzarote.

O projeto em causa visa promover o turismo gastronómico como ferramenta para o desenvolvimento sustentável.


PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados