Quatro soldados mortos em acidente de helicóptero da escolta presidencial


 

Lusa/ AO   Internacional   8 de Out de 2007, 09:40

Quatro soldados morreram hoje e um porta-voz do exército ficou ferido no acidente de um helicóptero da escolta do Presidente paquistanês, no leste do Paquistão, anunciou o porta-voz do exército paquistanês, general Waheed Arshad.
“O helicóptero fazia parte dos aparelhos que acompanhavam o Presidente”, Pervez Musharraf, a uma cerimónia do segundo aniversário do sismo que enlutou a região paquistanesa de Caxemira, precisou o oficial.

    “Um incidente técnico surgiu, o aparelho despenhou-se quando aterrava e incendiou-se”, referiu o general Waheed Arshad.

    O helicóptero que transportava Musharraf aterrou sem problemas em Muzaffarabad, capital paquistanesa de Caxemira, onde decorrerá a cerimónia em memória das cerca de 73 mil pessoas que morreram a 08 de Outubro de 2005.

    Além dos 73 mil mortos, o sismo, de magnitude 7,6 na escala de Richter e com epicentro localizado não longe de Muzaffarabad, deixou perto de 2,5 milhões de desalojados.
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.