PSI 20 fecha a subir 0,98%


 

Lusa / AO online   Economia   9 de Nov de 2009, 15:38

O principal índice da bolsa portuguesa, o PSI-20, encerrou esta segunda-feira a subir 0,98 por cento, para 8.537,59 pontos, em linha com a Europa e impulsionado pela Galp Energia e pela banca.
Os vinte títulos que compõem o PSI-20 encerraram todos positivos, numa sessão em que trocaram de mãos 33,3 milhões de títulos, no valor de 87,4 milhões de euros.

A liderar as subidas estiveram a Jerónimo Martins, que avançou 2,28 por cento para 6,50 euros, na véspera de realizar o seu Dia do Investidor, e a Galp Energia, que valorizou 2,13 para 12,19 euros.

A impulsionar o PSI 20 na sessão desta segunda-feira estiveram, além da Galp, o BES.

No sector financeiro, o BES avançou 1,62 por cento para 4,99 euros, o BPI subiu 1,52 por cento para 2,39 euros, enquanto o BCP progrediu 0,31 por cento para 0,94 euros.

Na energia, a EDP Renováveis avançou 0,59 por cento para 6,80 euros, a REN valorizou 0,33 por cento para 3 euros e a EDP subiu uns ligeiros 0,03 por cento para 3,07 euros.

Nas telecomunicações, a ZON avançou 0,93 por cento para 4,32 euros, a Sonaecom subiu 0,53 por cento para 1,89 euros, enquanto o 'peso-pesado' PT ganhou 0,24 por cento para 8,15 euros.

Nota ainda para a Cimpor, que avançou 0,48 por cento para 5,42 euros, um dia depois de ter comunicado ao mercado que a sua oferta para a aquisição da companhia equatoriana Cementos Chimborazo foi rejeitada pelo Governo do Equador.

Na Europa, as bolsas negociavam todas em terreno positivo, com os ganhos a oscilarem entre os 2,29 por cento de Frankfurt e os 0,98 por cento de Lisboa.

O índice Euronext 100 avançava 1,95 por cento para 658,30 pontos, enquanto o índice DJ Stoxx 50 subia 1,91 por cento para 2.485,68 pontos.

"O comunicado da reunião do G20 [que manteve os estímulos às economias] e a consequente queda do dólar foram os catalisadores da valorização de hoje dos mercados europeus", referem os analistas do BPI.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.