Açoriano Oriental
PSD quer esclarecimentos sobre encerramento da Comissão da Dissuasão da Toxicodependência

O deputado do PSD/Açores Carlos Ferreira pediu esta quinta-feira esclarecimentos à tutela sobre o encerramento da Comissão da Dissuasão da Toxicodependência (CDT) Oriental, que fechou por falta de pessoal administrativo e técnicos.

PSD quer esclarecimentos sobre encerramento da Comissão da Dissuasão da Toxicodependência

Autor: Susete Rodrigues/AO Online

Em comunicado, o deputado refere que “a CDT sedeada em Ponta Delgada abrange as populações de São Miguel e de Santa Maria, lamentando-se que essa falta de técnicos e administrativos impeça o atual acompanhamento dos cerca de 400 processos que anualmente são seguidos”, avança.

Para Carlos Ferreiraa, as CDTs “desempenham um papel crucial, que motivou mesmo uma proposta nossa para a criação daquela valência em todas as ilhas do arquipélago”, disse.

O encerramento da CDT de Ponta Delgada, “por um período previsível de dois meses, constitui um retrocesso e uma grave anomalia na abordagem ao fenómeno das dependências”, alerta.

“Uma situação que é ainda mais grave porquanto, no âmbito da discussão da nossa proposta de decreto legislativo regional, o governo afirmou que, ao invés de criar CDTs em todas as ilhas, como propôs o PSD, iria reforçar os meios e as condições de trabalho das três Comissões existentes”, acrescenta.

“Assim, cabe ao governo explicar porque é que não efetuou esse reforço, deixando até cair a maior CDT dos Açores, que não tem condições para funcionar”, afirmou Carlos Ferreira.

Reforçando que se tratou “de uma incapacidade da tutela em prevenir aquele encerramento”, o deputado quer saber “quantos indiciados por problemas de dependência ficarão sem acompanhamento da CDT durante o seu período de encerramento, que medidas vai o governo tomar para repor o funcionamento urgente da mesma e quando isso poderá acontecer”, concluiu.

 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.