Açoriano Oriental
Açores/Eleições
PSD quer combater envelhecimento das ilhas pequenas com emprego jovem

O líder do PSD/Açores, José Manuel Bolieiro, defendeu, na Graciosa, a criação de estratégias de combate ao envelhecimento e despovoamento das ilhas mais pequenas da região, assentes na consolidação do emprego jovem.

PSD quer combater envelhecimento das ilhas pequenas com emprego jovem

Autor: Lusa/AO Online

Citado em nota de imprensa, o candidato social-democrata a presidente do Governo Regional, que se reuniu hoje com os provedores das duas Santas Casas da Misericórdia da ilha Graciosa, reiterou a necessidade de reforçar o “apoio público às Instituições Particulares de Solidariedade Social” (IPSS).

O dirigente partidário prosseguiu, referindo que “há menos oferta face às necessidades de procura que hoje existem a esse nível, dada a evolução demográfica, que indica o envelhecimento das nossas populações”, e frisou a necessidade de “assumir iniciativas que gerem emprego jovem nessas mesmas ilhas [as mais pequenas], através do empreendedorismo e da própria ação de cuidar desses idosos".

“Não sendo exclusivo desta ilha, o envelhecimento e o risco de despovoamento crescente indicam que temos de mudar de políticas, no sentido de saber lidar com o envelhecimento, sendo mais solidários e apoiando mais as instituições que cuidam deles e ajudam as suas famílias, mas também na fixação de jovens que tem de ser feita com criação de emprego”, afirmou José Manuel Bolieiro.

Para o candidato, a “transição digital” permite “atrair jovens para ilhas que tenham custos inferiores na sua instalação de vida, pois, através dela, deixarão de ter limitações para exercer as suas atividades profissionais” e a “qualidade de vida numa ilha como a Graciosa, e noutras ilhas açorianas com semelhante dimensão, é certamente um bom atrativo”.

“A isso deve acrescer uma maior facilidade no transporte aéreo de passageiros, que permita atenuar qualquer isolamento, assim como a deslocação das famílias do exterior para uma ilha, no caso a Graciosa, que pode ser uma referência para uma boa reforma das políticas públicas nos Açores”, concluiu.

As próximas eleições para o parlamento açoriano decorrem em 25 de outubro.


 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.