Greve

PSD do Faial contra exclusão do voo Lisboa-Horta dos serviços mínimos

PSD do Faial contra exclusão do voo Lisboa-Horta dos serviços mínimos

 

Lusa/AO online   Regional   13 de Nov de 2012, 16:39

O PSD da ilha do Faial contestou esta terça-feira a decisão do Tribunal Arbitral do Conselho Económico e Social de excluir a ligação Lisboa-Horta dos serviços mínimos previstos para a greve geral convocada para quarta-feira pela CGTP.

 

Tal opção “constitui um grave precedente, um tratamento discriminatório”, revelando “um completo desconhecimento da realidade insular”, alegam os sociais-democratas faialenses.

Em comunicado, a Comissão Política do PSD do Faial recorda que, pelo contrário, os serviços mínimos estabelecidos para o dia de greve geral incluem os voos Lisboa-Terceira-Lisboa, Lisboa-Ponta Delgada-Lisboa e Lisboa-Funchal-Lisboa.

O PSD/Faial “repudia e condena tal decisão, que é lesiva dos direitos dos passageiros desta ligação e desafia o Governo Regional e restantes forças vivas da ilha a tomar idêntica posição na defesa dos nossos legítimos e justos interesses”, acrescenta a estrutura partidária.

A greve geral convocada pela central sindical CGTP obrigou a transportadora aérea açoriana Sata a limitar o programa da sua operação de quarta-feira aos serviços mínimos.

Segundo uma nota da empresa, na linha regional apenas se realizarão nesse dia os voos Ponta Delgada-Terceira, Terceira-Graciosa, Graciosa-Terceira, Terceira-Ponta Delgada, Ponta Delgada-Horta e Horta-Ponta Delgada.

No que se refere às ligações de carreira com o exterior, a Sata tem previsto dois únicos voos - um entre Lisboa e Ponta Delgada e outro entre Ponta Delgada e Lisboa.

 


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.