PSD/Açores questiona executivo sobre falta de cardiologista em Angra do Heroísmo

PSD/Açores questiona executivo sobre falta de cardiologista em Angra do Heroísmo

 

Lusa/AO Online   Regional   20 de Mar de 2019, 15:56

O PSD/Açores questionou o Governo Regional sobre a contratação de um cardiologista para o Centro de Saúde de Angra do Heroísmo, alegando que os utentes são obrigados a recorrer ao privado para terem acesso aos relatórios dos eletrocardiogramas.

“Os utentes têm de recorrer aos médicos privados de cardiologia para terem um eletrocardiograma com relatório. Estes exames são realizados no Centro de Saúde de Angra do Heroísmo, instituição do Serviço Regional de Saúde, por técnicos habilitados. O motivo apontado é a falta de cardiologistas na Unidade de Saúde da Ilha Terceira”, afirmou a deputada social-democrata Mónica Seidi, em comunicado de imprensa.

Num requerimento enviado à Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores, os sociais-democratas perguntam quando será aberto um concurso para a contratação de um médico cardiologista para a Unidade de Saúde da Ilha Terceira, alegando que o problema se arrasta desde 2011.

“Em março de 2015, o conselho de administração da Unidade de Saúde da Ilha Terceira chegou até a anunciar a resolução deste problema para ‘breve’”, salientou Mónica Seidi.

O secretário regional da Saúde, Rui Luís, foi questionado pela deputada social-democrata na semana passada, no plenário da Assembleia Legislativa, e disse que a unidade de saúde tinha capacidade para resolver o problema.

"O conselho de administração da Unidade de Saúde da Ilha Terceira tem todos os meios à sua disponibilidade para resolver essa situação, quer seja através da contratação de especialistas, quer seja recorrendo aos especialistas que existem no hospital", avançou, na altura.

A deputada do PSD alega, no entanto, que isso “não corresponde à verdade”.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.