Eleições

PS, PSD e CDS/PP concentram-se à porta da igreja em Santa Maria "à conquista de fiéis"


 

Lusa/AO online   Regional   12 de Out de 2008, 13:24

PS, PSD e CDS/PP concentraram-se hoje à porta da Igreja Matriz de Vila do Porto, em Santa Maria, à conquista de "fiéis" que votem no partido nas eleições regionais de 19 de Outubro.

À saída da missa dominical na Igreja de Nossa Senhora da Assunção, bem no centro da vila, as três forças políticas "pregaram a sua palavra" e procuraram "seduzir" quem passava com os respectivos hinos, camisolas, canetas, isqueiros e panfletos de cores garridas.
Esta acção de campanha das diferentes forças políticas em Santa Maria, concentradas no mesmo local, "é inédita no arquipélago", explicou à agência Lusa um dos membros da comitiva social-democrata, acrescentando que noutras ilhas, quando os diferentes partidos se cruzam, a tendência é afastarem-se imediatamente.
No entanto, a concentração das forças políticas que concorrem ao parlamento açoriano pelo círculo de Santa Maria, pareceu não incomodar quem acabou de alimentar o espírito e procurava agora saciar prazeres mais terrenos.
Um idoso com uma bandeira azul e amarela do CDS/PP na mão e uma camisola branca do PSD/Açores na outra confessou à agência Lusa que aceita as ofertas dos partidos "para fazer a vontade a todos".
Recuado uns cinquenta metros do adro da igreja o líder do PSD/Açores, acompanhado pela cabeça de lista por Santa Maria, Aida Santos, ouviu palavras de incentivo e coragem para "correr com os socialistas do poder". 
"Senhor presidente vamos para a frente. Temos de arrumar com aquela escumalha", referindo-se ao PS/Açores que governa a região há 12 anos, afirmou uma mulher que se aproximou de Costa Neves para o cumprimentar, logo seguida de outra que queria uma camisola, um pedido imediatamente correspondido pelo próprio candidato a presidente do Governo açoriano.
Numa ilha "rosa", em que das cinco freguesias apenas uma (Almagreira) é dirigida pelo PSD, Costa Neves ainda consegue ser uma pessoa desconhecida, pelo menos para quem é mais distraído, apesar de toda a exposição mediática a que está votado durante a campanha. 
"A senhora conhece-me?" perguntou o líder do PSD/Açores a uma idosa que saía da missa, ao que esta respondeu: "Não, não faço ideia", palavras que obrigaram o candidato a apresentar-se convenientemente e que geraram uma reacção de surpresa.
"Chamo-me Carlos Costa Neves. A senhora leva uma foto minha do nosso encontro para não se esquecer. Ao vivo sou mais novo e mais magro do que na televisão", disse.
Logo a seguir encontrou dois dos mais antigos militantes social-democratas da ilha, sendo que um deles já foi presidente de junta, e em conversa Costa Neves profetizou que "é em Santa Maria que vai começar a virar para o PSD". A ilha de Santa Maria, com cerca de seis mil habitantes, elege a 19 de Outubro três dos 57 deputados para o parlamento açoriano, que está sedeado na ilha do Faial.
Depois de já ter percorrido todas as ilhas açorianas, o líder do PSD, que regressa hoje a São Miguel para um jantar-comício no Nordeste, concentra-se agora, na recta final da campanha eleitoral, nas duas maiores ilhas açorianas (São Miguel e Terceira).


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.