Açoriano Oriental
PS lamenta posição do CDS na defesa dos trabalhadores da Base das Lajes
O presidente do grupo parlamentar do PS Açores, Berto Messias, lamentou, esta sexta-feira, que o CDS/PP prefira a lógica da guerrilha partidária num momento em que é necessária união na defesa dos trabalhadores da Base das Lajes.
PS lamenta posição do CDS na defesa dos trabalhadores da Base das Lajes

Autor: Ana Carvalho Melo

"O PS constata, com pena, que no momento em que deve haver união de todas as forças políticas para defender os direitos dos trabalhadores e das suas famílias, haja um partido que opta pela guerrilha partidária", afirmou.

O líder da bancada socialista considerou muito estranho que o CDS-PP acuse o Governo dos Açores de falta de empenho na defesa dos interesses dos trabalhadores da Base das Lajes quando este foi o único partido que optou por faltar à ronda de contactos que, a propósito da Base das Lajes, o Executivo Regional promoveu no passado mês de Março.

Desde que no dia 28 de Fevereiro de 2012 - na sequência de uma reunião entre o Secretário de Estado norte-americano e o Ministro da Defesa português - foi dado conhecimento ao Governo Regional da possível intenção da administração dos EUA de reduzir a presença americana nas Lajes, foram desenvolvidas várias diligências pelo Executivo açoriano com vista a salvaguardar os interesses regionais.

"Logo após conhecer a intenção norte-americana, o Governo iniciou uma ronda de auscultações com instituições e personalidades da Terceira. Em Março, e no seguimento de uma reunião com o Primeiro-Ministro, o Governo Regional auscultou os partidos políticos, representantes parlamentares, sindicatos e a Câmara de Comércio de Angra do Heroísmo. O CDS/PP foi o único que optou por não reunir com o Governo", lembrou Berto Messias.

 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.