PS diz que orçamento para campanha fica muito abaixo do limite


 

Lusa / AO Online   Regional   19 de Set de 2008, 17:48

O PS/Açores garantiu hoje que os 1,8 milhões de euros que orçamentou para a campanha eleitoral ficam quatro milhões abaixo do montante máximo previsto na legislação para as eleições legislativas regionais.
    O dirigente do PS/Açores André Bradford adiantou à agência Lusa que o partido optou por apresentar um orçamento baseado na “transparência e precaução” e admite que a sua execução possa ser cerca de metade do valor total apresentado ao Tribunal Constitucional.

    Segundo André Bradford, a natureza de uma campanha eleitoral num arquipélago obriga a montar “nove máquinas de campanha”, além de que têm de ser orçamentados, com um valor específico, os bens cedidos a título de empréstimo por militantes para a campanha.

    Adiantou, ainda, que uma parte significativa do orçamento resulta da percepção dos resultados eleitorais que os partidos vão ter, com o número de deputados eleitos a 19 de Outubro, que determina a subvenção pública a atribuir.

    De acordo com o dirigente socialista açoriano, com base na precaução, o PS/Açores fez uma previsão assente no mesmo número de deputados alcançado nas últimas regionais, enquanto que o CDS/PP, que elegeu dois parlamentares em 2004, apresentou um montante “equivalente a dez deputados”.

    Os partidos que concorrem às eleições açorianas de 19 Outubro prevêem gastar mais de três milhões de euros na campanha eleitoral, com orçamentos tão díspares que variam entre os 1,8 milhões e os três mil euros.

    O PS orçamentou 1,8 milhões de euros, o PSD 887 mil euros, a CDU 180 mil, o CDS/PP 135 mil, o BE cerca de 50 mil, o MPT 11 mil, o PPM 4.500 e o PDA três mil euros.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.