Açoriano Oriental
Proença-a-Nova decreta três dias de luto municipal pela morte de bombeiro

A Câmara de Proença-a-Nova decretou hoje três dias de luto municipal pela morte do bombeiro Diogo Dias, que morreu no sábado durante o incêndio que deflagrou no concelho de Oleiros, distrito de Castelo Branco.

Proença-a-Nova decreta três dias de luto municipal pela morte de bombeiro

Autor: Lusa/AO Online

O luto municipal decretado pelo presidente da Câmara Municipal de Proença-a-Nova, João Lobo, será cumprido de terça-feira a quinta-feira.

Segundo um comunicado da autarquia, os edifícios municipais terão a bandeira a meia haste nestes três dias.

"Presto o meu reconhecimento público aos Bombeiros de Proença-a-Nova, que mais uma vez demonstraram de forma incansável o seu empenho no combate a este incêndio mesmo depois da confirmação da trágica notícia que vitimou um dos seus colegas, um elemento da nossa comunidade que sempre se mostrou disponível para o serviço ao próximo. Só nos resta acompanhar a família e os amigos neste momento de dor, ficando para todos nós, aqueles que mais de perto privaram com ele, o seu sorriso aberto", afirma João Lobo na nota enviada à agência Lusa.

Diogo Dias, um jovem bombeiro de 21 anos, pertencente à Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Proença-a-Nova, perdeu a vida durante o combate ao incêndio que deflagrou no sábado, no vizinho concelho de Oleiros, e que acabaria por se estender até aos concelhos de Proença-a-Nova e da Sertã, também no distrito de Castelo Branco.

O município de Proença-a-Nova lembra na nota que também a Liga dos Bombeiros Portugueses anunciou que as associações de todo o país colocarão as suas bandeiras a meia haste em homenagem ao bombeiro, natural de Vale da Mua, até à realização do funeral, que está marcado para terça-feira, às 15:00, na capela da povoação de Peral.

"Atendendo aos condicionalismos impostos pelo surto pandémico do novo coronavírus, apelo a que na cerimónia fúnebre sejam cumpridos os compromissos de segurança individual a que todos estamos obrigados, bem como sigam as indicações das forças de autoridade e dos colaboradores que estiverem no local", acrescenta o presidente da autarquia.

O comunicado refere, ainda, que o bombeiro que ficou ferido gravemente, que se encontra no Hospital da Universidade de Coimbra, com um traumatismo facial, "encontra-se fora de perigo" e os dois outros feridos ligeiros "já estão recuperados".

"Quanto ao incêndio, considerado dominado pelas autoridades na manhã desta segunda-feira [hoje], continua a merecer vigilância apertada, tendo em conta a previsão de temperaturas elevadas para os próximos dias", remata.

O incêndio que deflagrou no sábado foi dado como dominado hoje de manhã.


 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.