Privatização da RTP é "precipitada no contexto actual"


 

Lusa/Aonline   Nacional   1 de Set de 2011, 13:45

 O diretor-geral da SIC, Luís Marques, definiu hoje como "precipitada no contexto actual" a privatização de um dos canais da RTP, defendendo que o esforço a fazer deveria passar pela redução das indemnizações compensatórias do Estado.

"Os portugueses não podem pagar o que estão a pagar" pela RTP, declarou o responsável aos jornalistas durante a apresentação de um novo projeto de coprodução entre o canal de Carnaxide e a TV Globo, que passará pelo 'remake' da telenovela "Dancin' Days".

Luís Marques disse ainda que é necessário "definir o quadro futuro do audiovisual" em Portugal resultante da anunciada privatização, bem como definir o modelo do processo, "que até pode ser melhor" para as operadoras privadas.

A agência de notícias Bloomberg noticiou esta semana que o Governo pretende alienar um canal da RTP até ao final de 2012, de acordo com um relatório preliminar da primeira avaliação do programa de ajuda financeira a Portugal.

A RTP terá de apresentar até 15 de setembro um programa de reestruturação com o intuito de abordar o futuro mais próximo da empresa "com maior otimismo e maior eficiência", indicou o ministro dos Assuntos Parlamentares, Miguel Relvas, que detém a pasta da comunicação social.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.