Ucrânia

Primeira-ministra ucraniana apela à criação de governo de unidade nacional


 

Lusa/AOonline   Internacional   19 de Out de 2008, 19:46

A primeira-ministra ucraniana, Iúlia Timochenko, lançou um apelo ao Presidente Victor Iuschenko e a todos os dirigentes de partidos com assento parlamentar para que seja criada uma coligação com vista a enfrentar a crise financeira mundial.
”Dirijo-me ao Presidente da Ucrânia, a todas as forças políticas do país, aos dirigentes dos grupos parlamentares... com propostas claras e compreensíveis. Precisamos de recomeçar imediatamente os trabalhos (do Parlamento) para tomar as medidas necessárias, nomeadamente o orçamento. Amanhã (segunda-feira), às 12:00, é necessário reunir todos os grupos parlamentares da Rada Suprema da Ucrânia e criar uma coligação de defesa contra a crise financeira mundial”, declarou, num apelo transmitido hoje pela televisão.

    Timochenko sublinhou também que nessa coligação poderão participar “todos os grupos parlamentares sem excepção, independentemente das bandeiras, ideologias e convicções”.

    Ao mesmo tempo, a primeira-ministra deixou claro que “as eleições antecipadas não se realizarão certamente no dia 07 de Dezembro”, propondo “uma moratória rígida no que respeita às divergências e discussões entre políticos”.

    No início de Outubro, Victor Iuschenko assinou um decreto que dissolveu a Rada Suprema e convocou eleições parlamentares antecipadas para 07 de Dezembro, mas, alguns dias depois, o Tribunal Administrativo de Kiev suspendeu a vigência desse documento e o início da campanha eleitoral.

    O Presidente ucraniano tenta impôr a sua posição recorrendo a instâncias judiciais superiores, mas este processo é moroso e vai obrigar a que a data do escrutínio seja adiada.

    Iúlia Timochenko propôs também uma reorganização urgente do Governo do país.

    “Sendo criada uma ampla coligação, será necessário reorganizar a constituição do Conselho de Ministros e criar um Governo de Defesa da Ucrânia face à crise financeira mundial”, concluiu.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.