Portugal vai crescer em linha ou a um ritmo superior ao previsto

Portugal vai crescer em linha ou a um ritmo superior ao previsto

 

Lusa / AO online   Economia   14 de Nov de 2007, 10:46

O ministro da Economia disse que Portugal vai crescer este ano em linha ou a um ritmo superior ao previsto pelo Governo, depois do Instituto Nacional de Estatística (INE) ter anunciado os dados económicos do terceiro trimestre.
"Tudo aponta para que o crescimento do PIB seja pelo menos igual, mas talvez superior às expectativas", afirmou Manuel Pinho que falava na Assembleia da República sobre o orçamento do Ministério da Economia.

O INE divulgou que a economia portuguesa estagnou no terceiro trimestre do ano, depois de ter crescido 0,6 por cento no trimestre anterior, tendo registado um abrandamento em termos homólogos para uma taxa de 1,8 por cento.

O ministro da Economia afirmou ainda que nos primeiros nove meses do ano o PIB português cresceu 1,93 por cento, ao ritmo mais alto desde 2001.

"Estamos a corrigir a situação desgraçada que nos foi deixada, daí a dificuldade da tarefa", acrescentou.

Apesar de reconhecer que 1,93 por cento não é um "valor ideal", Manuel Pinho salientou que esse valor deve deixar os portugueses "animados", por ser uma melhoria face aos anos anteriores.

O ritmo de "1,93 por cento é o trabalho das nossas empresas e trabalhadores, num contexto internacional complicado [crise do subprime nos EUA e aumento do preço dos combustíveis] e sem a ajuda do Estado, que está a fazer uma cura de emagrecimento", disse Pinho, em resposta a questões colocadas pela deputada social-democrata Rosário Águas.
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.