Crise financeira

Portugal pode entrar em recessão em 2009

Portugal pode entrar em recessão em 2009

 

Lusa/AOonline   Economia   29 de Out de 2008, 16:22

A Unidade Técnica de Apoio Orçamental (UTAO), que funciona no Parlamento, não afasta o cenário de Portugal poder entrar em recessão em 2009, caso a actividade económica na Europa e nos EUA recue no próximo ano.
"As previsões encontram-se rodeadas de um grau invulgarmente elevado de incerteza, apontando para uma quase estagnação do crescimento em Portugal, não podendo, no entanto, ser liminarmente afastada a possibilidade de quebra real, caso se venha a materializar um cenário recessivo para a economia europeia e norte-americana", refere a UTAO.

    Esta declaração consta do relatório sobre o Orçamento do Estado para 2009, que este grupo técnico de apoio aos deputados entregou hoje no Parlamento, e a que a Lusa teve acesso.

    Em relação a 2008, para que se verifique a previsão de crescimento económico do Governo, a economia portuguesa terá de crescer 0,23 por cento nos terceiro e quarto trimestres deste ano.

    De acordo com o relatório da UTAO, "para que se atinja o crescimento previsto de 0,8 por cento no conjunto do ano de 2008 é necessário que a economia portuguesa cresça a uma média de 0,23 por cento, em cadeia, em cada um dos 3.º e 4.º trimestres de 2008".

    Os técnicos da UTAO lembram que o Produto Interno Bruto (PIB) caiu, no primeiro trimestre deste ano, 0,2 por cento, tendo crescido 0,3 por cento no segundo trimestre.

    No Orçamento do Estado para 2009, a equipa de Fernando Teixeira dos Santos prevê um crescimento da economia igual a 0,8 por cento este ano, abrandando para 0,6 por cento, no próximo ano.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.