Pescas

Porto de Abrigo elege novos dirigentes em situação de crise

Porto de Abrigo elege novos dirigentes em situação de crise

 

Lusa/AO online   Regional   28 de Out de 2010, 17:59

As eleições para a direcção da cooperativa “Porto de Abrigo”  terão como único candidato o actual presidente Liberato Fernandes.
Criada há 25 anos como organização de produtores de pesca com competências de auto regulação e sustentabilidade atribuídas pela União Europeia, a “Porto de Abrigo” tem cerca de 600 associados, entre tripulantes e armadores de 314 embarcações, enfrentando graves problemas financeiros decorrentes de dívidas à banca e à empresa regional de lotas, Lotaçor.

Em declarações à agência Lusa, Libertado Fernandes justificou a decisão de se recandidatar, quando já tinha anunciado o contrário, com a “grave situação” enfrentada pela cooperativa e com a “insistência dos associados”.

A “Porto de Abrigo”, que há meses mantém um conflito com o Governo Açoriano e com a Lotaçor, que acusa de impedir a concretização de um plano para a sua recuperação financeira, registava no final de 2009 uma diferença entre o passivo e os activos da ordem dos 400 mil euros.

Às eleições que decorrem sexta-feira em Ponta Delgada apresenta-se apenas uma lista, composta, em 70 por cento, por novos candidatos, indicou Liberato Fernandes.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.