Furacão Lorenzo

Pessoas desalojadas no Pico poderão regressar a casa nas próximas horas

Pessoas desalojadas no Pico poderão regressar a casa nas próximas horas

 

Lusa/AO Online   Regional   2 de Out de 2019, 16:35

O vice-presidente da Câmara das Lajes do Pico, na ilha açoriana do Pico, disse hoje que as cerca de cem pessoas desalojadas, provisoriamente, por causa do furacão “Lorenzo” poderão regressar a casa “nas próximas horas”.

“As pessoas foram desalojadas por uma questão preventiva e não porque as suas casas tivessem algum dano. Podiam ter tido se a evolução do mar fosse sempre naquele ritmo, o que, felizmente, não aconteceu. Nas próximas horas poderão regressar” a casa, referiu à agência Lusa Nélson Macedo.

O governante explicou foram retiradas provisoriamente das Lajes do Pico 93 pessoas, das quais 50 foram encaminhadas para uma escola e as restantes ficaram em casa de familiares.

O autarca explicou que a passagem do furacão “Lorenzo” apenas danificou uma habitação, mas que causou estragos em infraestruturas municipais, e em instalações balneares e de lazer.

O vice-presidente acrescentou que a tempestade originou algumas quebras de energia, entretanto normalizadas, mas que não afetou o abastecimento de água.

“Agora há uma acalmia do mar, que esteve muito intenso durante a manhã e não há praticamente vento”, contou.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.