Pescadores açorianos passam a dispor de 228 toneladas de quota de goraz até ao final do ano

Pescadores açorianos passam a dispor de 228 toneladas de quota de goraz até ao final do ano

 

Susete Rodrigues/AO Online   Regional   14 de Out de 2019, 12:14

Os pescadores açorianos, “devido a um acerto do consumo de quota do goraz, passam a ter 228 toneladas de quota disponível até ao final do ano”, anunciou Gui Menezes,  secretário regional do Mar, Ciência e Tecnologia.

De acordo com nota do executivo regional, os Açores ainda dispunham de 175 toneladas de quota de goraz, às quais se somam agora 53 toneladas, na sequência da publicação de um regulamento da Comissão Europeia que adiciona às quotas de pesca para 2019 quantidades não consumidas em 2018.

 

Gui Menezes disse, citado na mesma nota, que o Governo Regional, no seguimento desta notícia, "decidiu aumentar o limite máximo de capturas de goraz permitidas por embarcação para 3% da quota global atribuída aos Açores para esta espécie".

 

O despacho, que foi posto a consulta do setor e que deve ser publicado esta semana em Jornal Oficial, prevê que as embarcações açorianas passam a poder capturar, até ao final do ano, até um limite máximo de cerca de 17 toneladas de goraz.

 

Até agora, cada embarcação de pesca regional tinha como limite de captura 2% da quota total desta espécie para os Açores.

 

O titular da pasta do Mar salientou que esta medida tem em vista o "aproveitamento integral” das possibilidades de pesca para este ano, lembrando que “é no final do ano que o goraz atinge valores mais elevados na primeira venda, sobretudo no mercado espanhol”.

 

A Região consumiu, até à data, 391 das 566 toneladas que estavam disponíveis para este ano e que se traduzem em 5,2 milhões de euros na primeira venda.

 

Gui Menezes destacou, por isso, a “gestão racional” desta quota levada a cabo pelos pescadores açorianos, acrescentando que essa situação "vai permitir agora obter mais rendimentos”.

 

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.