PCP diz que funcionamento da Fundação das Comunicações exige clarificação


 

Lusa/AO Online   Nacional   7 de Dez de 2009, 17:18

O deputado comunista Bruno Dias afirmou hoje que o funcionamento da Fundação das Comunicações Móveis exige clarificação, mas escusou-se a comentar se o PCP concorda com a comissão de inquérito proposta pelo PSD.

O PSD formalizou hoje o pedido de criação de uma comissão parlamentar de inquérito à actividade da fundação e a escolha, sem concurso, da empresa JP Sá Couto para implementar o programa e-escolinhas.

Em declarações à Lusa, o deputado Bruno Dias escusou-se a comentar a posição do PCP sobre a proposta social-democrata, por desconhecer o seu teor, e lembrou que a bancada comunista tem insistido no pedido de esclarecimentos do Governo sobre a Fundação para as Comunicações Móveis.

Na semana passada, o PCP voltou ao assunto, com nova pergunta ao Governo, em que diz estar perante “uma situação de promiscuidade envolvendo dinheiros públicos, interesses privados e propaganda governamental, que assume proporções verdadeiramente inaceitáveis e que exige de uma vez por todas que sejam dadas explicações ao país e à Assembleia da República”.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.