Paulo Borges não comenta cenário de demissão

Paulo Borges não comenta cenário de demissão

 

Lusa/AO   Futebol   10 de Nov de 2007, 21:33

O presidente do Lusitânia, Paulo Borges, disse hoje à Agência Lusa que continua a preparar a próxima Assembleia Geral do clube, agendada para quinta-feira, e que nada ter a declarar sobre uma eventual demissão
“Continuo a trabalhar para a reunião da Assembleia Geral que vai decorrer na próxima semana, e sobre hipotéticas demissões não tenho absolutamente nada a declarar”, sublinhou o presidente do clube de Angra do Heroísmo.
O diário desportivo Record de hoje refere que Paulo Borges deverá apresentar a demissão antes da Assembleia Geral do clube.
O clube tem vindo a atravessar uma crise financeira que “nem a última Assembleia Geral do clube, realizada no primeiro fim-de-semana de Setembro ajudou a clarificar”, disse à Agência Lusa um associado que participou nos trabalhos.
Naquela reunião, segundo o mesmo associado, o presidente do clube admitiu a existência de uma dívida de 1,9 milhões de euros.
Os associados exigiram, segundo a mesma fonte, “a criação de uma comissão apurar a real situação financeira da colectividade”, cujo relatório vai discutido na Assembleia Geral da próxima semana.
Na última semana alguns antigos jogadores da equipa basquetebol dos verde-brancos de Angra do Heroísmo queixaram-se à Liga profissional de terem vários meses de ordenados em atraso.
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.