Passos Coelho diz que autonomias "maduras" são "orgulho" para o país e devem ser aprofundadas

Passos Coelho diz que autonomias "maduras" são "orgulho" para o país e devem ser aprofundadas

 

LUSA/AO Online   Regional   21 de Ago de 2010, 17:44

O líder nacional do PSD, Pedro Passos Coelho afirmou este sábado que as autonomias da Madeira e Açores são experiências “maduras”, um “orgulho para a democracia e experiência constitucional” de Portugal que devem ser aprofundadas.

Pedro Passos Coelho falava aos jornalistas no Funchal após ter participado na sessão solene do Dia da Cidade a convite do presidente do município da capital madeirense, Miguel Albuquerque.

O dirigente social democrata rejeitou ter-se sentido atingido pelo discurso do presidente do Governo Regional, Alberto João Jardim, que defendeu que os direitos regionais devem ser reconhecidos no âmbito da unidade nacional.

“Não me senti nada atingido sobre essa matéria e é natural que presidente do PSD-M tenha uma visão não inteiramente coincidente em matéria de autonomias”, disse.

Sustentou que “a Madeira e os Açores são autonomias maduras que são motivo de orgulho para a democracia portuguesa e experiência constitucional”.

Acrescentou que tal “não significa que não haja progressos e ainda a possibilidade de fazer aperfeiçoamentos.

“O projecto [de revisão constitucional] que o PSD vai apresentar no parlamento traduz também esse desidrato, não só em relação às autonomias mas também do princípio de subsidiariedade”, afirmou o líder do PSD.

Passos Coelho defendeu que “o poder dentro do estado unitário não deve estar demasiado concentrado”, argumentando que “a experiência das autonomias e poder local deve ser aprofundada e levada mais longe”.

“Não podemos, nem devemos, ter posições coincidentes, mas não há disputa relativamente às autonomias”, adiantou.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.