Passagem do tufão "Nari" nas Filipinas deixa prejuízos de 50ME na agricultura e pescas

Passagem do tufão "Nari" nas Filipinas deixa prejuízos de 50ME na agricultura e pescas

 

Lusa/AO online   Internacional   14 de Out de 2013, 11:00

O tufão "Nari" provocou prejuízos nos setores agrícola e pesqueiro das Filipinas no valor de 2.900 milhões de pessoas (cerca de 50 milhões de euros) nas províncias de Aurora e Nova Écija, norte do arquipélago, revelaram as autoridades.

O Conselho Nacional de Gestão e Redução de Desastres revelou que, só na província de Nova Écija, se estima que a passagem da tempestade terá provocado danos superiores a 2.730 milhões de pesos (mais de 46 milhões de euros), noticiou o diário Rappler.

Os últimos dados das autoridades das Filipinas mantiveram em 13 o número de vítimas mortais da passagem da tempestade que deixou ainda sete desaparecidos e 32 feridos.

O “Nari” afetou cerca de 750.000 pessoas, das quais mais de 96.000 tiveram que ser deslocadas, apesar de apenas 6.500 terem lugar nos 42 centros de acolhimento temporário nas duas províncias.

Cerca de 44.151 casas ficaram danificadas, das quais 8.720 totalmente destruídas.

A tempestade atingiu o norte das Filipinas na noite de sexta-feira com ventos de 180 quilómetros por hora e, no sábado, já estava outra vez no Mar do Sul da China.

A rapidez com que a tempestade passou no arquipélago reduziu os efeitos negativos para as populações locais e o número de vítimas, defenderam as autoridades apesar dos estragos provocados.

Anualmente, as Filipinas são assoladas com entre 15 a 20 tufões que além dos estragos provocam dezenas de vítimas mortais.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.