Parque Escola é o "programa de referência na educação ambiental para crianças e jovens"

Parque Escola é o "programa de referência na educação ambiental para crianças e jovens"

 

Susete Rodrigues/AO Online   Regional   26 de Nov de 2018, 17:32

A secretária regional da Energia, Ambiente e Turismo destacou esta segunda-feira, na cidade da Horta, o Parque Escola como programa de "referência” na promoção da educação ambiental, adiantando que, no ano letivo 2017/2018, promoveu mais de mil atividades, entre elas, 'o parque vai à escola' ou 'a escola vai às áreas protegidas', que atingiram mais de 21 mil participantes.

“O Governo dos Açores tem desenvolvido, implementado e dinamizado uma estratégia que se baseia na importância da educação ambiental, como ponto de partida para a disseminação e troca de informações sobre o nosso vasto e rico património natural, parte integrante da nossa identidade”, frisou Marta Guerreiro em nota publicada no Gacs.



Marta Guerreiro, que falava à margem da apresentação do livro 'O incompreendido Tubarão João', elaborado no âmbito do programa Parque Escola, por Paula Vieira e Alejandro Vila, colaboradores do Aquário do Porto Pim - Estação de Peixes Vivos, salientou que  o livro "nasceu da necessidade de criar um recurso que, de forma lúdica, descontraída e cativante, motivasse os mais jovens para aprendizagens relacionadas com o ambiente e a conservação da biodiversidade marinha da nossa Região, bem como sobre as ameaças de poluição, onde o plástico se constitui com um dos principais problemas”.



As dinâmicas de leitura e exploração deste recurso já abrangeram cerca de 250 alunos e mais de três dezenas de professores, através das atividades e leituras realizadas em mais de 15 sessões pelo Aquário do Porto Pim.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.