Papa aceita demissão de bispo chileno suspeito de abusos sexuais

Papa aceita demissão de bispo chileno suspeito de abusos sexuais

 

Lusa/AO online   Internacional   9 de Out de 2012, 16:27

O papa Bento XVI aceitou hoje a demissão de Marco Antonio Ordenes Fernandez, bispo de Iquique, norte do Chile, suspeito de abusos sexuais, de acordo com a agência de informações sobre o Vaticano I.Media.

Em comunicado, o bispo apresentou a demissão, "ao abrigo do artigo 401-2 do código de direito canónico". Este artigo refere-se a uma demissão "por razões de saúde ou por qualquer outra causa grave".

Ordenes Fernandez é suspeito de ter cometido abusos sexuais e um inquérito sobre o caso já está a decorrer no Vaticano, de acordo com a agência noticiosa francesa AFP, que cita a I.Media.

A 02 de outubro, a imprensa chilena noticiou que Ordenes Fernandes era suspeito de ter abusado de um menor em 2009. Em paralelo, no Vaticano decorria já um inquérito, pedido pelo núncio apostólico do Chile, monsenhor Ivo Scapolo, na sequência de uma queixa de abusos sexuais contra o padre apresentada por um outro adolescente.

Os factos remontam à época em que Ordenes Fernandez era reitor do Santuário de Nossa Senhora do Carmo, padroeira do Chile, em Iquique.

Dois dias antes do anúncio oficial da demissão, Ordenes Fernandez reconheceu, em entrevista ao diário chileno La Tercera, "atitudes imprudentes" com aquele jovem, mas negou que o adolescente fosse menor na altura do acontecimento.

Ordenes Fernandes foi ordenado bispo de Iquique por Bento XVI em 2006.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.